13 de junho de 2011

Os Doze Tipos de Sahaja Yogis


1 - Na Sahaja Yoga, nós temos também doze tipos de Sahaja Yogis. Alguns deles são muito fracos, porque eles possuem muito ego. Eles não conseguem conviver com ninguém. Eles perturbam e gritam com as pessoas. Eles não param de pensar em si mesmos. Eles são sempre agressivos, não conseguem ser coletivos. Eles jamais demonstram algum amor. Estes Sahaja Yogis são os que vão mostrando aos poucos as suas características. Mas alguns deles estão aprendendo, estão compreendendo que isso é errado e que não deveria acontecer.

2 - Existe um outro tipo de Sahaja Yogi que é extremamente centrado em si mesmo. Alguns deles se importam com suas esposas, seus filhos e suas casas. Para eles isso é muito importante. Algumas pessoas vieram a Bombaim com seus filhos mas não vieram para o Puja em Delhi. Que tipo de Sahaja Yogis são eles? Eles estão mais preocupados com seus filhos do que com a Sahaja Yoga ou com a sua própria emancipação. Algumas mulheres são boas nisso, elas tentam afastar seus maridos dos ashrams. Elas tentam encontrar desculpas para se afastarem da coletividade. Você é julgado todo o tempo e você julga a si mesmo. Não pensem nos outros quando Eu estou falando isso, mas considere isto para si mesmo.


3 - Nós temos um terceiro tipo de Sahaja Yogi que é aquele que tenta culpar uma outra pessoa o tempo todo . Tais pessoas nunca conseguem  melhorar. Eles devem fazer introspecção. A introspecção está fazendo muita falta no Ocidente, exceto na Rússia. A única coisa que acontece é que as pessoas vão a alguma igreja e se confessam para um sacerdote surdo e burro, e então vocês estão salvos. Vamos encarar a nós mesmos! Nós fazemos introspecção ou não? Nós somos Sahaja Yogis com opinião própria e auto-glorificados? Nós não queremos descobrir o que está errado com eles.

4 - O quarto tipo de Sahaja Yogi venera Shri Mataji em sua casa, mas não vem ao coletivo porque ele fica um pouco distante. Mas se ele tiver que ir encontrar o seu filho, ele viajará milhas. Se ele tiver que fazer algo pela sua família ou algum negócio, ele se esforçará para isso. Na Sahaja Yoga não se pede que as pessoas desistam dos seus empregos ou de seus estilos de vida, mas a prioridade deve ser compreendida. Eles estão muito ocupados com seu trabalho, seus ganhos, estão apenas procurando fazer um nome, e não têm tempo para Deus. Eles se inclinarão à Mãe  desejando toda a proteção Dela para o seu trabalho e para a sua criatividade.

5 - Existem alguns Sahaja Yogis que ainda pensam que o dinheiro é muito importante. Ele não é. Na Sahaja Yoga nós conseguimos dinheiro sempre que queremos. Alguns deles dizem, “Eu estou começando um negócio, e por isso eu quero dar 0,001% para a Sahaja Yoga. Afinal de contas, isso é tudo Seu, Mãe.”  Esse tipo de atitude ocorre quando você pensa que o dinheiro é muito importante. O dinheiro é muito importante para essas pessoas que não conseguem ver Deus, elas não conseguem ver a vantagem sutil do dinheiro. Elas calculam cada parte minuciosamente. Essas pessoas não querem que o dinheiro que ganharam tão arduamente seja “desperdiçado” com sua espiritualidade. Algumas pessoas não comprarão um livro da Sahaja Yoga. Elas não comprarão uma fita, elas a copiarão. Não é que seja necessário gastar, mas é a atitude. Se vocês puderem poupar algum dinheiro ou um pouco de tempo, muito bem. Mas isso que é poupado para a Sahaja Yoga é raramente compreendido.

6 - Um outro tipo de Sahaja Yogi é aquele que adora festivais e reuniões, porque eles têm a sensação de pertencer a alguma coisa ou a um grupo. Ou você se une ao cristianismo, ou aos judeus, ou aos islâmicos, ou ainda a um grupo político. Se você estiver na Inglaterra, eles lhe perguntarão qual é o seu grupo político. Todo mundo deve ter um partido político. Eles Me perguntaram, “A Senhora é comunista?” “Não, Eu não Sou.” “A Senhora é conservadora?” “Não” “Então, o que a Senhora é?” Eu Sou um ser humano.” Eles não conseguiam entender que Eu fosse apenas um ser humano, sem nenhuma política na minha cabeça. Assim, a idéia de pertencer a um culto, ou a uma seita ou a uma assim chamada religião faz com que você comece a ser envolvido em todos os tipos de condicionamentos, regras e normas, e você começa a ficar limitado. Você se sente muito feliz.

7 - Assim, existem pessoas que se preocupam com sua própria luz e elas querem que esta luz esteja iluminando todo o tempo, iluminando não apenas elas mesmas mas também os outros. Eles não se sentam em uma floresta, meditando.  Você tem que trabalhar, trabalhar neste mundo. Você tem que fazer a Sahaja Yoga funcionar para pessoas. Você tem que dar a elas este belo sentimento de união com o Divino. Você tem que desfrutar de tudo isso. A Sahaja Yoga não é apenas para a sua própria satisfação, como se fossem uns bêbados sentados e bebendo juntos. Ela existe para encher os seus cálices que devem ser oferecidos aos muitos outros que existem.

8 - Eles assumem esta responsabilidade e a base é a Verdade que eles conhecem. Eles não sentem que têm a obrigação da Sahaja Yoga. Eles não vêm a Mim por coisas pequenas. “Como posso fazer crescer cabelo na careca do meu pai?”Eles trabalham arduamente e não poupam esforços para ver as pessoas receberem a Realização. Mas aqui também, um pouquinho desse ego sutilmente aparece, dizendo que, “Eu estou fazendo isso.”

9 - E então, existem Sahaja Yogis que não sentem isso, percebem que Paramchaitanya está agindo em tudo e está trabalhando através deles. Eles são instrumentos. Algumas vezes, se isto falha, eles começam a duvidar. “E como foi, Mãe, que as coisas aconteceram dessa forma? Eles ainda hesitam, mesmo que sejam muito entregues a esse respeito, porque ainda existem algumas dúvidas na mente.

10 - Mas existem pessoas que não duvidam de nada. Elas compreendem que Paramchaitanya é quem está ajudando.  Eles sabem que por trás de todos estes milagres existe Paramchaitanya. Eles começam a se dar conta que nós recebemos poderes e que estamos conectados com o Divino. Nós temos poderes. Algumas vezes eles também duvidam. Eu pergunto “Por que você não faz isto?” Eles dizem, “Porque eu tenho medo que o meu ego se sobressaia.” Eles estão assustados com o seu ego e esse ego continua muito sutilmente. “É melhor não fazer, não fazer muito, vamos devagar e é melhor não acreditar que temos poderes.”

11 - Mas existem pessoas que sabem que foram abençoadas com poderes e esses poderes podem ser mais e mais desvendados dentro de você mesmo. Eles têm fé em si mesmos, eles têm fé na Sahaja Yoga. Eles têm completa fé em Mim e em Paramchaitanya. Eles são pessoas simples, muito simples e eles agem. Eu os tenho visto nos vilarejos e aqui Eu também vejo alguns desse tipo.

12 - Mas existe um outro tipo de Sahaja Yogi que é totalmente poderoso. Ele descobre o seu próprio poder. Em sua introspecção ele vê, ele está seguro disso e não tem dúvidas. Este é o estado de Nirvikalpa. Você tem fé em si mesmo. Você tem fé em Mim e me venera para receber algo de Mim. E você sabe que Eu fiz de você algo grandioso. Mas você tem que desenvolver os seus poderes também. Não dependa apenas dos poderes que Eu possuo. Não tente extrair os poderes que são da sua Mãe, mas tente elevar-se ao mesmo nível. Você pode. Eu não posso dizer quantos conseguirão, mas tente. Para isso, a coisa mais importante é a humildade. É claro, você está entregue a Mim, e então você é humilde.

Você tem que passar através destes doze estágios para alcançar o estado mais elevado. Eles o chamam de décimo quarto estado, no qual você é apenas um instrumento e é insensível a respeito de quem você é, agindo nas mãos de Param chaitanya.


S.S.Shri Mataji Nirmala Devi
Roma, Itália  -  19 de abril de 1992, Puja de Páscoa