10 de abril de 2014

Três e meia


Trecho do discurso Mahamaya Shakti, em Birmingham, Inglaterra, 20 de abril de 1985
Soundcloud
Amruta

"A Kundalini move-se começando pelo coração, vai para cima assim. Isto são as três e meia voltas. Se você puder fazer uma espiral e cortá-la na metade, três e meia, você têm sete pontos. Três e meia, tome uma espiral, começando a se mover a partir do coração, um...dois...três...e a meia (volta) termina no Muladhara. Agora, se você cortar (uma volta) na metade, você têm sete pontos. Conseguiram acompanhar esse ponto? É assim que estes chakras existem dentro de nós, um após o outro."

Desenho feito por Sahaja Yogi 

6 de abril de 2014

Conexão com Cristo

Trecho do discurso proferido no Puja de Páscoa, Eastbourne, Inglaterra, 22 de abril de 1990            

"A Páscoa de Cristo foi um momento muito crucial para o desenvolvimento e o crescimento do Espírito,  porque nós não teríamos chegado ao Sahasrara se o Agnya continuasse bloqueado".  

Introjetar as qualidades de Cristo:
"...Em primeiro lugar,  vocês devem formular a seguinte pergunta: 'eu sou um Sahaja Yogi e estou conectado com Cristo,  assim,  quais são as minhas responsabilidades?'.  Cristo se sentiu responsável pelo mundo inteiro.  Ele é descrito no Devi Purana,  como sendo o suporte do Universo inteiro.  Assim sendo,  dado que vocês agora estão conectados com Cristo,  todas as suas atitudes devem mudar completamente.  Estar em conexão com Cristo significa: introjetar as qualidades de Cristo.  Quais as qualidades de Cristo que vocês absorveram?  Esta questão representa o mínimo dos mínimos.  O que é que vocês internalizaram com o exemplo da vida Dele?  Será que foi o fato de ele ter curado pessoas?  Vocês querem ser curados de seus males.  Se Ele deu visão às pessoas,  da mesma forma,  vocês querem ter a sua visão de volta.  Será que o aspecto que mais os fascinou da vida do Cristo foi a possibilidade de vocês, também,  se tornarem pessoas fascinantes e respeitadas,  que possam ser reconhecidas como sendo um reflexo da vida do Cristo?  

29 de março de 2014

A consciência sem pensamentos e a refletividade


Trecho do Puja do Navaratri em Cabella, Itália, em 1. de outubro de 1995.
Nota: a postagem anterior Projeção e Reflexão foi extraída do mesmo discurso, porém este trecho corresponde ao video do Youtube 

Consciência sem pensamentos:
Uma vez que tenham atingido o estado de 'consciência sem pensamentos', nenhum pensamento bombardeará a sua mente, seja onde for que estiverem. Seja nos Estados Unidos ou em qualquer outro lugar, vocês não são bombardeados por pensamentos. O que é que isso significa? Numa linguagem muito simples, pode-se dizer que significa que vocês não mais refletem (reagem). Vocês não têm mais uma mente reflexiva (ou reativa). Esse é o problema básico dos Sahaja Yogis de hoje, algo que devem tentar conquistar, ou seja, vocês não devem reagir à coisa alguma.

A mente reflexiva (reativa) é perigosa para a espiritualidade:
Por exemplo, tenho visto pessoas que, sem motivo algum, começam a rir e quando vêem alguém, reagem imediatamente. Elas começam a emitir a sua opinião a respeito de tudo, especialmente no ocidente. Todos parecem ser muito eruditos e começam a dizer o que é melhor, o que não é melhor, o que não é bom, e começam a dizer coisas assim, sendo que a sua mente se torna reflexiva. Se a mente não for reativa ou reflexiva, então vocês estarão no estado de consciência sem pensamentos. Basta que observem qualquer coisa, apenas observem e apenas testemunhem. Vocês não devem refletir as coisas. Se estiverem usando o seu poder mental, então esse poder se reduz. Esse é um defeito muito comum nas pessoas, porque acho que vocês são mais inteligentes e bem-educados. Não sei o que pensam. Todavia, uma mente reflexiva é uma coisa muito perigosa para a espiritualidade, pois vocês nunca crescerão.

27 de março de 2014

O Elemento Materno da Terra

Nota de Sahaja Yogi: Na descrição do primeiro centro, Shri Mataji diferencia entre o Muladhara Chakra e o Muladhara, atribuindo ao Muladhara Chakra o elemento da ‘Matéria’, ‘Jada’, a ‘Terra’, que ainda não foi despertado e ao Muladhara, mais acima, ‘o elemento materno da Terra.’

Essa citação também explica o movimento de reconhecimento do mestre verdadeiro pela Kundalini, através das mãos, dos canais laterais e do Muladhara (Sem menção do Void aqui).



Trecho da Palestra realizada no Caxton Hall, Londres, Inglaterra em 03 de dezembro de 1979

Soundcloud

Amruta

A Força viva:
“Agora, como nós temos esse ser…sem nenhuma dificuldade, nada há de sério sobre isso: ele existe apenas. É o jogo do desejo de Deus. Vocês receberam-no. Da mesma forma, a sua Realização irá funcionar com aquela força viva que trouxe à luz o ser humano. Essa força viva também criou tudo isso, dentro de nós, através de nossa evolução.

O Muladhara Chakra fica abaixo da Kundalini:
Esses são todos centros diferentes, que são centros sutis, os quais estão, digamos, subjacentes ao nosso ser.

Esses centros não podem ser vistos a olho nú, porque estão localizados na coluna vertebral ou no cérebro, mas eles dão origem aos centros grosseiros do lado externo. Esses centros estão colocados de forma magnífica. O primeiro, com quatro pétalas, é chamado de Muladhara chakra, que fica abaixo da Kundalini.

Agora observem, isto é um ponto muito importante. Está localizado abaixo da Kundalini. Isto representa o lado material ou podemos dizer a matéria está dentro de nós, é o elemento terra dentro de nós, é o Jada, como o chamam, a palavra ‘morto’ é ruim, mas Eu diria que é ‘a coisa que ainda não foi despertada’.

O Espelho


 Trecho da Palestra do Puja do Sahasrara em 08 de maio de 1994



Amruta 
“Mahamaya é como um espelho. Seja quem você for, você se vê no espelho. O espelho não tem responsabilidade. Se você se parece com um macaco, você aparece como um macaco. Se você se parece com uma rainha, você aparece como uma rainha.

Ele (o espelho) não tem poder ou intenção de dar-lhe ideias erradas ou alguma coisa que seja falsa. Ele está lá, seja qual for a verdade.

23 de março de 2014

O Conhecedor e o Conhecimento



Trecho da Palestra do Puja do Guru no ashram de  Dollis Hill, Londres, Inglaterra em 02 de dezembro de 1979. 

Soundcloud
Amruta

"Outro dia Eu lhes falei sobre Shambhavopaya e Shaktopaya". 26nov1979

A atenção e o conhecimento:
“...E o modo pelo qual você vai para dentro (de si) é o problema. Algumas pessoas dizem que se você continuamente sugerir a si mesmo que “estou indo para dentro”, você vai para dentro. É tudo imaginação. Pois quando a atenção está para fora, o conhecedor e o conhecimento são coisas distintas. Digamos, se eu não for uma alma realizada, eu verei isso aqui e começarei a pensar: "Quanto eles devem ter pago por isso, do que isso é feito, de onde eles arranjaram isso?” Todo tipo de coisas superficiais, como vocês as chamam. No máximo alguém pode dizer: “é algo de grande estética e tem um equilíbrio muito bom.” E tudo mais. No máximo. 
Mas é tudo externo. Porque o conhecedor (não realizado) que sabe a esse respeito, está no lado externo do conhecimento. 

Conhecimento externo e conhecimento interno:
Assim, há uma tremenda diferença entre o acontecimento externo e o acontecimento interno. Quando você vê um trem colidindo, dirá, “Oh, veja isso! O que eles fizeram? O condutor está errado e todas essas pessoas sofreram tanto” e todo o tipo de coisas, vocês começam a coletar dinheiro. Qualquer coisa que façamos, vejam. Mas o conhecimento a esse respeito está externamente ao conhecedor, o qual é o seu Si. Mas quando o acontecimento espiritual ocorre, o conhecimento e o conhecedor tornam-se unos.

17 de março de 2014

A Mensagem do Holi





Palestra de S.S.Shri Mataji Nirmala Devi, em Palam Vihar, Gurgaon, Índia, 29/3/2002
Originalmente traduzido do hindi para o inglês


"O Holi começou durante a época de Shri Krishna. Antes Dele, no tempo de Shri Rama...Ele era muito austero. Por causa disso a sociedade tornou-se muito pacífica, mas as pessoas eram privadas de toda a alegria. Assim Ele pensou que deveria haver um meio pelo qual as pessoas fossem capazes de rir livremente e serem alegres. E como acontece com todos esses tipos de empreendimentos, o que aconteceu no caso do Holi é que ele produziu um efeito oposto. Eles começaram a comemorar o Holi de um modo muito errado. Isso trouxe um nome muito ruim a esse festival. E isso deteriorou em tamanha extensão que Eu disse que nunca mais irei brincar no Holi .

A história como isso começou é assim. Havia uma demônia chamada Holika. Ela era a irmã de Prahlad e o pai de Prahlad costumava perturbá-lo muito. Holika tinha uma bênção que ela não poderia ser queimada pelo fogo. O pai de Prahlad queria matá-lo e disse a Holika para pegar a criança (Prahlad) e sentar-se na pira acesa, pensando que ela não iria morrer. Mas foi uma surpresa, pois ela morreu e Prahlad não foi ferido pelo fogo e saiu ileso. Isso é um grande acontecimento que demonstrou que é muito errado ser cruel e agressivo. Ela tinha a dádiva, mas mesmo assim foi queimada, é por isso que nós temos esse costume no Holi.

Puja de Aniversário com Shri Mataji

16 de março de 2014

O Sol, o Cérebro, o Sahasrara



Trecho da Palestra de S.S.Shri Mataji Nirmala Devi, 'O Sol, o Cérebro, perguntas sobre saúde'. Rahuri, Índia, 13 de janeiro de 1986

"A cabeça tem um cérebro e o cérebro é feito de gordura, certo? Agora, se colocarmos a gordura no Sol, o que acontecerá? Vai derreter. É assim que as pessoas têm um cérebro derretido. Os cérebros não são normais, eles se comportam de uma forma que Eu não entendo."


Argila é boa para o fígado:
"...Eles querem ficar na natureza porque não têm uma chance como essa. Eles não podem tomar um banho em um lago em qualquer lugar, é uma grande oportunidade para eles de tomar um banho. Eles dizem que a água é tão limpa e talvez esteja cheia de argila. Eu disse, ‘A argila é boa para eles, eles gostarão disso...’ E Eu vejo a sua pele, está tão melhor, vejam tudo isso que sofreram, as queimaduras de Sol, mesmo com o exagero em Ganapatipule, estão sendo agora purificadas por esta argila, porque ela os suaviza. Se vocês puderem colocar um pouco de argila em sua barriga, ela tirará todo o calor. A argila é muito boa para o fígado.