8 de novembro de 2013

Meditação dirigida: Mana e Prana


Guided Meditations - 4 from Sahaja Library on Vimeo.


Trecho do Discurso realizado em Brahman Gardens, Earls Court, Londres, Reino Unido, 1982


Mana e Prana estão conectados:
"O que nós podemos fazer hoje, o que Eu quero ensinar a vocês é o lado prático, a meditação. Vamos ver o que é a meditação, o que temos de fazer para a meditação. A primeira coisa é que temos o lado esquerdo, que é Mana Shakti, o poder de suas emoções, certo? Então, as emoções também estão conectadas com o seu lado direito, o Prana, por exemplo, se vocês estão emocionalmente perturbados.


Agora mesmo nós ficamos perturbados, assim a nossa respiração aumentou e sentimos que o corpo todo estava agindo, e nós estávamos sentindo a reação do Prana, o lado direito também, que estava tentando se expressar. Por exemplo, nós começamos com as lágrimas, que são o elemento água, e tudo isso emergiu e toda emoção estava sendo tão intensamente expressada, que com isso nosso Prana também ficou envolvido.

Digamos que, se estamos com medo…, se você está muito assustado, o que acontece..., você também fica com a respiração acelerada, não é? Assim, isto está conectado. Se você está amedrontado, isso fica conectado com o seu Prana, em sua respiração e o seu sistema todo fica conectado com a suas emoções, com o sistema físico.

Se você chora demais ou se lamenta demais ou se é uma pessoa triste, isso aparece em sua face. Seu Vishuddhi chakra também mostra, não apenas o Anahata, mas também o Vishuddhi, depois também o seu Agnya acompanha. Assim, todos os chakras refletem o lado esquerdo de tal modo que a manifestação física também está lá, o que prova que ambos são muito conectados.

Laya de Mana e Prana:

Assim nós temos de, de alguma maneira, dissolver esses dois lados dentro de nós, o esquerdo e o direito, porque, se vocês não os dissolvem, são deixados a meio caminho aqui, assim vocês têm de dissolver essas duas coisas. E para dissolver isso, o que devemos fazer? O que podemos fazer em meditação? Podem sugerir algo? Nós temos Prana e Mana. Prana representa o lado direito e a Mana Shakti o lado esquerdo. Esses dois têm de ser dissolvidos, “Laya”, significa “dissolvido”. Como nós fazemos isso, dissolver essas duas coisas? Eles estão conectados entre si após a realização, não antes.

Antes da meditação nós entramos em equilíbrio, verificamos qual lado está mais, qual lado está menos, nesse momento. Se vocês estão emocionalmente perturbados, então ponham o seu lado direito para a esquerda. Se vocês estiverem naquele momento com o lado esquerdo perturbado, no sentido que ele está insensível, então vocês sobem o seu lado esquerdo e dão a si mesmos um equilíbrio antes da meditação.

Agora vejamos qual lado está menos, primeiro de tudo. Ponham suas mãos assim...Vocês estão bem? Recebendo as vibrações frescas? Nesse lado não?…está melhor? Estão percebendo nessa mão agora? Algo se move? A brisa fresca está vindo agora? Está? Há brisa fresca em sua mão? Estão sentindo isso? Tudo bem.


Emoções no Mana: aos Pés de Lótus de Shri Mataji, há expansão e solução
Assim, logo que vocês se equilibraram, então a melhor coisa é prestar atenção às suas emoções, à Mana Shakti, observem-nas. Vocês podem iluminar as suas emoções ao pensar em Sua Mãe. Apenas as iluminem que Ela resolverá os problemas em Mana, sejam eles quais forem, tudo bem?


Logo que vocês ficam conectados com aquelas emoções e começam a observá-las em sua meditação, verão que essas emoções estão crescendo em vocês. E se vocês tentarem entregar essas emoções para Sua Mãe, como eles dizem, aos Pés de Lótus de sua Mãe, elas começarão a se dissolver, e ficarão como que expandidas.

Vocês vão extendê-las de uma tal forma que sentirão que estão no controle delas, e por controlarem essas emoções, elas ficam expandidas, iluminadas e poderosas. E quando vocês sentem dessa forma, a causa dessas emoções pode ser resolvida.

Por exemplo, agora mesmo nós fomos estimulados emocionalmente, porque Eu falei sobre essas crianças. Naturalmente, poderia ser qualquer um. Assim, quando vocês são provocados com isso, vocês colocam esse problemas das emoções que crescem em vocês, aquelas ondas de sentimentos que estão vindo, nos Pés de Lótus de sua Mãe, aí elas são tocadas por aquele poder. Então essas emoções ficam iluminadas e quando essas emoções ficam iluminadas, elas têm o poder de resolver o problema.

Vocês percebem o ponto? É como se elas tivessem alcançado as margens onde receberam a luz e esse problema pode ser resolvido. Porque agora vocês não estão mais numa célula individual, vocês estão na expansão, em Samashti, e por entrarem nessa posição é que receberam esses poderes de entrar no corpo de outras pessoas para ver as vibrações delas, para subir a Kundalini, senão vocês não poderiam ter feito isso. Assim, para vocês é muito fácil de fazer isso, porque Eu estou sentada aqui em pessoa, é tão fácil de colocar essas emoções simplesmente lá, para que sejam iluminadas e seus desejos realizados, porque as emoções nada mais são do que desejos, são desejos não realizados.

Emoções no Prana: Pranayama:
Agora, como eles fazem isso de outra maneira é também quando vocês pegam essas emoções e as colocam...essas emoções são na verdade o lado esquerdo, como Eu disse, é o desejo. O desejo é pego, qualquer desejo, e colocado no Prana. Agora, como vocês o colocam no Prana? É por isso que eles fazem Pranayama, vejam.

Por exemplo, você se senta muito confortavelmente. Então você tem um desejo, põe a atenção nele, a atenção é muito importante. Agora essa atenção deve ser posta no Prana, assim as emoções estão lá e então levem-nas para sua atenção. Isso significa que você está consciente delas.


Agora o que você tem de fazer é observar a sua respiração. Tente reduzir a sua respiração: você expira, espera um pouco, inspira por um longo tempo, aí expira. Assim, em um minuto a sua respiração está mais lenta do que o normal. Tente isso. Inspire, preste atenção nas emoções, de maneira que a conexão seja estabelecida. Melhor? Veja como a Kundalini sobe.

Quando você está respirando, descobrirá que há um espaço no meio, que nós simplesmente o deixamos vago. Inspire. Agora deixe-o vacante . Agora expire. Agora deixe-o vago. Inspire, mantenha assim, depois solte, mantenha para fora, agora inspire. Agora comece a respirar de uma tal maneira que você pare de respirar.

A atenção deve estar no coração, ou pode estar nas emoções, está melhor? Deixe a respiração para dentro um pouco(inspire), traga-a para fora(expire), depois deixe-a fora um instante, depois de novo. Então você descobrirá que por um instante não irá respirar. Veja, você se acalmou. A laya ocorreu entre o seu Prana e seu Mana, ambas as Shaktis se tornaram uma. Agora nesse estágio, quando você está em silêncio, e pensa em seu intelecto – este se perdeu.


Samashti:

Apenas pense nisso, ele se perdeu, não existe mais. Assim o que acontece, realmente, é que esta laya, a atenção, vai para o intelecto e o ilumina. Veja, o pensamento não existe. Tente achar o seu intelecto dentro de si mesmo, veja, ‘onde está meu intelecto?’ Tente achá-lo. Não está lá. Não está funcionando. Tente de novo. Está funcionando, mas tornou-se Samashti. Ele tornou-se o coletivo agora. Ah, veem agora? Vocês acompanharam isso? Não há pensamentos. Esse exercício lhes dará essa consciência sem pensamentos, o estabelecimento da consciência sem pensamentos. Não existe pensamento. É a segunda lição, certo? Possa Deus abençoá-los".