5 de maio de 2014

Com esforço e sem esforço



Trecho do discurso realizado no puja do Guru em Leysin, Suiça, em 14 de julho de 1984
Vimeo

Prayatna Shaithilya:
"Agora, para se tornar um guru, o que temos de fazer após a nossa Realização? Guru significa gravidade. Gravidade significa uma pessoa que é profunda, que é magnética. Como vocês aprenderam na Sahaja Yoga, essa realização ocorre completamente sem esforço. Assim, normalmente um Guru tenta fazer seus discípulos sem esforço, o que é chamado de Prayatna Shaithilya – significa ‘relaxe seus esforços’. Sem fazer nada, vocês obtiveram a sua Prayatna Shaythilya, pois senão a sua Kundalini não teria subido.

Vichara Shaithilya e Abhava:
Depois, o segundo estágio é Vichara Shaithilya – a consciência sem pensamentos. Isso vocês também ganharam sem fazer nada. E o terceiro estágio é a completa negação do pensamento – Abhava – e a bênção da paz. Assim, temos de entender que vocês precisam passar por eles, pelos três estágios. Primeiro, quando vocês têm a Realização, todas essas coisas surgem espontaneamente, naquele momento. Quando vocês sobem a Kundalini dos outros, essas coisas acontecem a eles espontaneamente. Vocês têm esse poder agora de subir a Kundalini das pessoas e estabelecê-lA nelas. Mas nós temos de entender porque isso tem de ser feito desta maneira, porque nós temos de ter Vichara Shaithilya. Pois quando vocês projetam algum pensamento, isto é artificial. Não é a realidade.


'Ser' é sem esforço:
O pensamento fica entre vocês e a realidade. Quando vocês fazem um esforço, opõem-se a tornar-se. Por exemplo, se Eu tiver de curá-los, apenas coloco minha mão e acabou-se, sem esforço, porque Eu sou isso. Vocês tiveram a sua Realização porque Eu sou assim. Eu não faço nenhum esforço, Eu não penso sobre isso, Eu sou isso. Apenas por olhar para alguém, isso pode ser feito. Apenas colocando a atenção em alguém, isso pode ser feito. Apenas com um desejo insignificante, isso pode ser feito – porque vocês são isso. Vocês podem moldá-lo da forma que quiserem. Vocês podem ver o exemplo do ouro. O ouro é inoxidável. Ele não tem de pensar que é inoxidável, não tem de fazer um esforço em ser inoxidável-ele apenas é. Assim, vocês não fazem nenhum esforço em ser, ser. Se vocês tiverem de fazer um esforço, isso significa que vocês ainda não são. Se vocês olharem o Sol – ele brilha. Ele não faz nenhum esforço para brilhar – ele brilha. Assim, para ser isso, se vocês fizerem algum esforço, isso significa que não são isso ainda, vocês estão tentando, vocês são artificiais. As flores são belas, assim elas não têm de se embelezar. E isso é que temos de entender – que de forma inata, se vocês são isso, se vocês já se tornaram isso, então qual é a necessidade de fazer algum esforço para isso?



Negação dos esforços é um esforço necessário no começo da Sahaja Yoga:
Assim, nessa altura vocês têm de fazer uma negação dos esforços. Por exemplo, quaisquer esforços anti-Ganesha ou anti-inocência têm de ser negados. Assim, a negação do esforço deve ser alcançada por negar qualquer esforço – significa o esforço da negação. Assim, no começo vocês não serão sem-esforço, vocês terão de fazer esforço para isso. Como Cristo disse: ‘Vocês não devem ter olhos adúlteros’, assim, como tornar os olhos inocentes? Na Sahaja Yoga nós temos um método pelo qual nós tentamos distrair nossos olhos do esforço que os fazem adúlteros. Por exemplo, nós tentamos pôr nossa atenção, nossos olhos, na Mãe Terra, na grama, nas árvores.


Assim, a evitação, a evasiva do esforço é também um esforço. Assim, aquelas pessoas que vieram recentemente (para a Sahaja Yoga) têm de entender também que elas têm de fazer todos os tipos de esforços para parar os esforços. Por exemplo, algumas pessoas estão acostumadas com uma vida muito confortável, elas podem falar de todos os tipos de renúncias, mas quando o assunto é conforto, elas querem ter conforto. Tais pessoas devem tentar sair do hábito de conforto – dormir no chão, dormir na Mãe Terra. Algumas pessoas têm a atenção voltada o tempo todo em olhar para esse e aquele lado – não podem olhar para um ponto – assim fixem sua atenção. Aí gradualmente verão que vocês se disciplinarão.
Assim, o esforço que vocês fazem no começo da Sahaja Yoga é muito importante. 


Outra coisa, muito comum no ocidente, é a língua afiada, o sarcasmo, e ferir os outros – é um modo muito sutil de violência. Ou se elas são realmente francas, elas começam com expressões do ego também tais como: ‘eu,eu,eu...’. Essas pessoas devem parar de falar completamente, fazer um esforço para parar – simplesmente não falar. Agora observem sua mente – ela está tentando falar alguma coisa sarcástica, absurda? Assim, essa observação também precisa de esforço. Assim, para germinar a semente é fácil, mas depois temos de fazer esforço para cuidar da pequena planta. E quando ela amadurece, aí ela vai sozinha. Assim o ...primeiro esforço deve ser o de proteger a si mesmo contra a mente que vocês formaram como o seu ego e superego, que vai na direção errada do esforço.

'Yatha Raja, Tatha Praja'
Assim, até que vocês se tornem o próprio Guru, no início vocês têm de fazer esforço. Aí gradualmente vocês podem alcançar isso facilmente. A (atitude) sem esforço não pode ser certificada, mas podem verificá-la. Na presença de uma pessoa que é discreta, os outros se tornam discretos. Na presença de uma pessoa que é honesta, os outros em sua presença se tornam honestos. Na língua Sânscrito se diz: ‘Yatha Raja, Tatha Praja’ – ‘o jeito do rei é o jeito dos súditos’. Quando vocês são o Guru, são o exemplo. Vocês têm de ser o exemplo. 


Agora, Eu vi pessoas que são gurus, que se proclamam gurus, de variedades diferentes e diferentes tipos de vida. Como os professores, não gurus espirituais. Eles também, quando tentam seguir um tipo de vida mundana, sem nada de excepcional, seus discípulos perdem a fé neles.

Até líderes politicos; suponhamos que um líder político seja licencioso, tenha fraquezas, então as pessoas que tentam segui-lo, não terão respeito. Assim eles também têm de ter um caráter pessoal, um sistema de valores pessoal. 


Assim, o que dizer dos gurus espirituais então? Eles têm de ser pessoas excelentes. Não deve haver dois tipos de vida, uma externa e outra interna. Quando a externa e a interna tornam-se uma, então é sem esforço e isso é que temos de ser. O interno e o externo, temos de funcionar a partir de dentro. Para isso vocês não podem levar o externo para dentro, mas o interno tem de ir para fora."