22 de janeiro de 2009

Jesus, a Encarnação

Ele era chamado de Mahavishnu. Ele não era Vishnu
“Este livro foi escrito há 14.000 anos atrás por Markandeya. Então imaginem que há 14.000 anos atrás ele sabia, sendo um vidente, assim como uma peça, o que aconteceria quando Cristo viesse. Mas Ele era chamado de Mahavishnu. Ele não era Vishnu. Era o filho de Vishnu. E quantos cristãos compreendem isso acerca da Páscoa. Não compreendem.
(S.S. Shri Mataji, A Criação do Senhor Jesus Cristo, Páscoa, Inglaterra, 11/04/1982).

Cristo é descrito como Mahavishnu, não como Cristo
“Esta é a mensagem da ressurreição. Esta é a mensagem de abertura do Sahasrara. Assim, este ovo foi descrito – muito surpreendente, muito claramente descrito no “Devi Mahatmyam,” como este ovo foi formado e partido em dois, e de uma parte do ovo surgiu Cristo. A outra parte era Shri Ganesha. Isso tudo está escrito, mas este Cristo é descrito como Mahavishnu, não como Cristo, então este Mahavishnu levantou-se e fez tudo isto, todas essas coisas maravilhosas.”
(S.S. Shri Mataji, Puja de Páscoa, Istambul, 19/04/1998).

(…) Como podemos provar que Cristo era Ganesha
“Eu havia lhes contado há muito tempo atrás como podemos provar que Cristo era Ganesha, e que Ele era o logos, era o que chamamos de Brahmanand, o primeiro som. Olhando para o lado esquerdo de vocês a partir do lado direito, se virem o Muladhara, verão suásticas, porque ele é feito de átomos de carbono. Se olharem da esquerda para direita, poderão ver Omkara. E se olharem de baixo para cima, parecerá Alfa e Ômega. Naqueles dias Cristo disse “Eu sou Alfa e Ômega.' E agora que fizemos a animação (desenho), não temos nenhuma representação para mostrar-lhes, não sei se poderíamos providenciá-la de alguma forma. Mas vocês podem ver claramente. O que Eu disse pode ser provado.”
(S.S. Shri Mataji, Puja de Natal, Ganapatipule, Índia, 1992).

Shri Ganesha encarnou-se como MahaGanesha e a mesma encarnação é Jesus Cristo
“Outra área que é muito importante é a parte posterior da cabeça, que fica exatamente atrás da testa. É a área que tem aproximadamente a grossura de oito dedos, cerca de cinco polegadas, acima da base do pescoço, e é conhecida como a área de Shri MahaGanesha. Shri Ganesha encarnou-se como Maha Ganesha e a mesma encarnação é Jesus Cristo. O lugar de Shri Cristo é no centro da testa, o qual está rodeado pelo reino dos Ekadesha Rudras. Jesus Cristo é o Senhor desse Reino. Os Ekadesha Rudras consistem em Shri Maha Ganesha, também como o Senhor de seis faces. Se vocês abrirem seus olhos depois do despertar da Kundalini, experimentarão sua visão um pouco turva ou borrada. Isto acontece porque quando a Kundalini desperta, as pupilas dos seus olhos dilatam-se e esfriam. Isso acontece por conta da ação do sistema nervoso parassimpático. Apenas pensar sobre Shri Jesus Cristo, contemplá-Lo ou meditar sobre Ele alivia o Agnya Chakra. Ao mesmo tempo, deve-se lembrar que apenas seguir as convenções ou tradições e as linhas de sucessão feitas depois Dele não significa contemplação de Jesus Cristo”.
(S.S. Shri Mataji, Shri Kundalini and Shri Jesus Cristo traduzido do Marathi, Índia, 1989).

Shri Ganesha, como Eu lhes disse, encarnou-se como Jesus Cristo
Shri Ganesha, como Eu lhes disse, encarnou-se como Jesus Cristo, e Jesus era também uma pessoa muito inocente. Se Ele não fosse inocente, não teria sido crucificado, mas Ele não era um sujeito astuto para ver a astúcia dos outros. Seus próprios discípulos O enganavam, e ainda que Ele soubesse quem tinha sido, não dizia quem era. Se vocês observarem Sua vida, (verão que) está repleta de beleza inocente. Ele é uma personalidade de coração tão simples, uma personalidade tão boa, e sempre que via alguma coisa errada sendo feita, saía para lutar contra isso. O mesmo vale para Shri Ganesha.”
(S.S. Shri Mataji. Shri Ganesha Puja, Cabella, Itália, 25/09/1999).

Estes são os poderes; todos dispostos em uma pessoa que é Maha Vishnu, o qual é o Senhor Jesus Cristo
“Então estes Ekadesha Rudras saem, como lhes disse, do Void. Assim, podemos dizer que sua parte destrutiva vem principalmente do Void. Mas estes são os poderes, todos dispostos em uma pessoa que é MahaVishnu, o qual é o Senhor Jesus Cristo, porque Ele é o suporte de todo o universo. Ele é a personificação de Omkara, é a personificação das vibrações.”
(S.S. Shri Mataji, Puja de Natal, Ganapatipule, 25/12/1994).

Ele encarnou nesta terra como Cristo e como Ele virá com Seus onze poderes a esta terra como Kalki
“(...) Mas Ele é a corporificação da inocência, e depois vocês devem ler no Devi Bhagvat como Ele encarnou nesta terra como Cristo e como Ele virá com Seus onze poderes a esta terra como Kalki. É muito difícil para os hindus aceitarem que Ganesha, uma personalidade tão dinâmica, poderia se tornar uma pessoa como Cristo, que foi crucificado. E é impossível, pelo menos os hindus têm um conhecimento e um senso muito mais amplos, mas é impossível para os cristãos fervorosos entenderem que Cristo poderia ser aquele Deus Elefante. Isso está além da compreensão deles, porque, para eles, Cristo deveria ser um homem que não tem poder para matar ninguém. E depois eles dizem que Ele virá para nos matar. Eu não sei como eles conciliam essas coisas.” (S.S. Shri Mataji, Shri Ganesha Gauri Puja, Sydney, Austrália, 04/04/1981)


Cristo era o filho de Shri Vishnu e Shri Krishna
“Agora, se vocês virem Cristo, Ele sempre usa estes dois dedos. Nenhuma outra encarnação usou estes dois dedos. Isso significa, vocês sabem, que este é o Vishuddhi e este o Nabhi. Isto quer dizer que Ele está falando de Seu Pai, que era o Rei do Nabhi. E quem é Ele? Vocês sabem muito bem que Ele é Vishnu, e sua encarnação como Shri Krishna. Assim, o que Ele está indicando é que – Eles são Meu Pai. O quão claramente Ele faz isso, por que não usar outras mudras, outro estilo de apoiar os dedos? Mas Ele mostrava sempre esses dois dedos, significando – Meu Pai, aquele que foi Vishnu e que foi Krishna. E na vida de Shri Krishna eles dizem, “Mahavishnu será seu filho.”

"Todas essas coisas não estão reunidas como estou lhes dizendo; separadamente, mas se vocês tiverem uma compreensão correta, entenderão a conexão entre os dois – que Cristo era o filho de Shri Vishnu e Shri Krishna e que abençoou-se que “Você será o suporte de todo o universo.” O suporte, adhar de todo o universo, Ele o disse claramente. É dito que “Você sustentará todo o universo.”

“Agora, uma metade é Shri Ganesha, que é o suporte de certa forma; ele sustenta a Kundalini, cuida da Kundalini, cuida da castidade da Mãe – e o outro que é expressado é Jesus Cristo, que é o suporte de todo o universo. Assim, naturalmente deve ser a base da moral, dado que Ele é parte e parcela de Shri Ganesha, é a base moral dos seres humanos. Na base moral você será sustentado; não com todas aqueles coisas insensatas que eles têm, mas a base moral, a qual está faltando nas vidas do Cristianismo.”
(S.S. Shri Mataji, Puja de Páscoa, Istambul, 23/04/2000).

Cristo era assim, uma encarnação muito, muito especial, que veio a esta terra para renascer dos mortos
“Ele venceu a morte e saiu daquele corpo morto com outro corpo, que era vivo. Este corpo era o mesmo, mas um era morto e o outro era um corpo que vivia. Não é apenas simbólico, isto realmente aconteceu com Ele. Afinal de contas, Ele era uma Criança Divina. Era uma Pessoa Divina, assim, isso realmente aconteceu com Ele. Não é algo apenas simbólico que Ele tenha morrido e ressuscitado como outra pessoa, ou podemos dizer, como uma pessoa viva. Para Ele, o que é a morte? Para seres eternos não há morte. Não há morte para uma pessoa que é eterna. Ele deve, sendo aqueles os tempos, ter parecido morto, mas Ele jamais pode morrer. Cristo era assim, uma encarnação muito, muito especial, que veio a esta terra para renascer dos mortos.”
(S.S. Shri Mataji, Puja de Páscoa, Istambul, Turquia, 25/04/1999).

Texto original