6 de maio de 2013

Shri Buddha Jayanti

San Diego,1988
O Shri Buddha Purnima (também conhecido como Buddha Jayanti e como Vesak) é um festival celebrado todos os anos na lua cheia do quarto mês lunar do calendário chinês (mês de Vaisakh,) quando três importantes eventos da vida de Buddha são comemorados:
- Seu nascimento em 623 AC
- Sua iluminação
- Seu Nirvana
Em 2013 cai em 25 de maio.AZ em inglês

Trecho da palestra de S.S.Shri Mataji Nirmala Devi, Shri Buddha Puja 1988 (San Diego)
Sem Desejos:
Hoje nós decidimos celebrar o Shri Buddha Jayanti. É o dia do aniversário de Buddha. No mapa de tempo, Buddha veio a esta terra em uma época que era muito importante para que Ele viesse. Naquele tempo, especialmente na Índia, nós tínhamos dois tipos de pessoas: um tipo, que era muito ritualístico, tentando ser extremamente estrito e disciplinado; e outro tipo eram de pessoas muito condicionadas e cheias da assim-chamada devoção por Deus. Assim, esses dois tipos de pessoas estavam ocupando o lugar dos buscadores. Foi necessário neutralizar esses dois estilos de busca. Buddha e Mahavira eram, na essência, apoiados por Hanumana e Bhairava, como vocês sabem, São Gabriel e São Miguel. O princípio que nasceu é o princípio do discípulo, e este princípio nasceu muito antes como os dois filhos de Shri Rama. Esse princípio foi trazido a esta terra e encarnou: um para conquistar o ego dos seres humanos e o outro para conquistar o superego. Quando Buddha nasceu, Ele encontrou sofrimento por todos os lados. E o sofrimento, de acordo com Ele, era devido aos desejos que nós temos. Assim, ser sem desejos é o melhor modo de atingir o Nirvana. Esta é a conclusão a que Ele chegou.

AZ em inglês

S.S.Shri Mataji Nirmala Devi, Perguntas e Respostas após palestra em Holland Park School, Londres, 27/9/2000
O Budismo:
P. Shri Mataji, o que a Senhora acha do budismo?

R. O budismo é muito diferente de Buddha. Absolutamente. Primeiro Buddha obteve Sua realização. Primeiro Ele se tornou um Buddha e depois Ele começou a religião de Buddha. Mas a forma pela qual as pessoas estão praticando o budismo é o contrário: que você abandone sua esposa, seus filhos, até suas roupas, tudo. Para quê? Para dar a essas pessoas. Buddha começou após a Sua realização. Apenas após a sua Realização você pode se tornar Buddha, ou seja, uma alma realizada. E Ele dizia da mesma forma. Ele disse: Buddham Sharanam Gachami, Eu me entrego às outras almas realizadas, Buddham Sharanam Gachami. Depois Ele disse: Sangham Sharanam Gachami, Dharman Sharanam Gachami, Eu me entrego à religião que está dentro de mim, a religião inata. E então Ele disse, Sangham Sharanam Gachami, Eu me entrego ao coletivo.





Essa insensatez de abandonar isso e aquilo, Eu digo que é demais. Se você está aderindo a uma coisa assim, aí sim você pode desistir. Se você não está apegado a nada, então o que você está abandonando? Uma coisa simples assim. Por exemplo, no Canadá um sujeito veio vestido com aquela vestimenta budista. Eu não gosto disso. Um Sahaja Yogi disse que era melhor ele voltar e mudar de roupa. "A Mãe não vai lhe dar a Realização vestido dessa maneira". Aí ele veio a Mim e disse: "Mãe, por favor me perdoe, Eu não tenho nenhuma outra roupa". Eu disse, "Por quê?" "Eu perdi tudo". Ele tinha sido uma grande homem de negócios. "Eu perdi tudo, Eu doei tudo aos budistas e fiquei com dois pares dessas roupas e se a Senhora não me der a Realização, o que farei?" Realmente, sim. Assim, o ponto é: o que tem de ser abandonado, o que há para abandonar? Se você não está apegado a nada, o que há para abandonar? Uma coisa simples assim.

Buddha nunca entregou suas roupas, nada disso. Mas Ele queria descobrir o que era a verdade. Assim Ele deu voltas, digo, Ele tentou o Seu máximo possível até que finalmente Sua Kundalini subiu e Ele obteve a Realização. Mas o que Ele estava fazendo lá... Ele estava apenas deitado sob uma figueira (banyan tree). Agora, seja o que for que Buddha alcançou, é diferente. Assim, o budismo não é Buddha de maneira alguma.
AZ em inglês