4 de janeiro de 2014

Os Ciúmes



Palestra de Ano Novo, Ashram de Chelsham Road, Londres, Reino Unido, 31 de dezembro de 1981.

 Sahaja Yogis renovados:
"Tudo que é novo torna-se obsoleto e nunca se torna novo outra vez. Então o que passou, passou. Deixem o passado no passado. Algumas vezes há memórias muito doces, às vezes um pouco infelizes também, mas no geral estamos crescendo, percebendo, ascendendo. Vocês fizeram um bom trabalho de construção de si mesmos em um novo caminho. Renovados Sahaja Yogis estão surgindo agora, libertaram-se de sua letargia e de seus ciúmes, de sua astúcia, de seu torpor e de sua estreiteza mental. Todas estas coisas têm de ser enterradas no passado. Elas não têm utilidade para nós. É uma carga que carregamos em vão.

É só 'por enquanto':
Hoje Eu li uma carta muito boa que estava guardada Comigo, que ainda não tinha lido. Ela foi enviada por Gregoire para Warren. Ela realmente tocou meu coração. Ele estava preocupado com os ciúmes que as pessoas sentem e do jeito que ele disse isso, que esse ciúme é a coisa mais mesquinha, mais feia que surge como uma espécie de desafio para o seu amor, desafio para a sua compreensão ou algo parecido que, em seguida, ele começou a explicar. Esta explicação é totalmente racional. Na Sahaja Yoga não há algo como o ciúme. Ele não existe. Ele não existe no Reino de Deus, algo chamado ciúme, porque todos são parte integrante de um único Deus. Assim, uma pessoa torna-se importante, uma outra menos importante, mas é só por enquanto. 



Narizes e Olhos:
Por exemplo, quando você está cheirando uma flor, naturalmente o nariz é mais ativo do que os olhos. Quando vocês estão olhando uma flor, são os olhos que estão mais ativos. Assim, neste momento, quando alguém está mais ativo, não significa que ele está mais perto de Deus do que uma outra pessoa que está inativa. Todo mundo está (perto de Deus), mas algumas pessoas estão ativas em um ponto, algumas pessoas estão ativas em outro. Ou algumas pessoas estão mais próximas, algumas pessoas mais longe, mas todos elas são partes do todo. 

Portanto, esta é uma das coisas que temos de entender que não deve haver ciúmes. Pelo contrário, se vocês encontrarem alguém que é espiritualmente mais elevado, devem tentar compreender e apreciar; em especial uma pessoa que é mais sábia, alguém que diz coisas sábias. Se vocês ouvirem uma pessoa dizendo algo sábio, tentem reparar nela, apreciá-la, desfrutar dela, serem agradáveis. Às vezes, até mesmo as crianças dizem algo agradável. Os jovens podem dizer algo agradável.

Sem envolvimento:
Então a primeira coisa é o ciúme, que Eu não entendo. Alguns de vocês pensam que gosto mais de alguém do que de outro. Para ser muito franca, Eu não tenho idéia de gostar ou não gostar. Não entendo. Não há dúvidas. É um mecanismo muito diferente com o qual vocês estão lidando. Uma pessoa que não fica envolvida com ninguém, não se incomoda com ninguém. A única coisa que Eu estou tentando fazer é desemaranhar vocês. Se Eu fosse do tipo de emaranhar, como poderia desembaraçar? 

Vejam, se Eu sou a pessoa que tem de purificá-los e se Eu for a pessoa que não pode purificá-los, então do que adianta a Minha presença? Então, a pessoa que tenta purificar, tem que ser pura mesmo. Supondo que há um sabão e ele fica sujo. Então, qual é a utilidade desse sabão? Da mesma forma, Eu nunca me envolvo com alguém. Esse é o Meu nome, Nirmama. Para mim, Nirmala, ninguém é Meu. Todo mundo (é). Portanto, isto deve sair de sua mente no que diz respeito a Nirmala.

Capricho da Mãe:
Tudo bem, então temos que enterrar essa coisa inútil chamada ciúme que pode ser muito grave. Isso pode acontecer de uma forma muito séria com as pessoas. Eu tenho visto pessoas que ficaram com ciúme. Aí elas têm (ciúme) de uma outra pessoa mais tarde. Em seguida elas têm (ciúme) da Sahaja Yoga.. E não devemos permitir que esse ciúme rasteje para dentro de nós. 

Vejam, algumas pessoas são mais agradáveis, por vezes estão mais próximas da Sahaja Yoga. Elas são mais proveitosas. Às vezes, elas são mais úteis . Às vezes, elas têm que estar lá . Às vezes elas precisam de Mim mais do que todos. Algumas delas são pessoas perdidas. Algumas delas são realmente possuídas e seriamente perturbadas. Então, às vezes é por isso que cuido delas. É pelo Meu próprio capricho. Eu não posso dizer, não posso justificar . Talvez essa pessoa seja muito boa. Eu cuido. Talvez essa pessoa seja muito ruim. Eu cuido. 

Então, nunca se deve ter nenhum ciúme das pessoas. Só é preciso ter compreensão de que sua Mãe tem de trabalhar para todos vocês e tem que melhorá-los, curá-los, fazer algo a respeito . Uma coisa que temos de enterrar é o ciúme que vive dentro de nós . Nós enterramos algo e se algo sai muito ruim, e o que sai é esse ciúme, então temos de melhorar a nós mesmos . Assim, o ciúme que sai de dentro de nós deve desaparecer. "Oh, eu estou com ciúmes de uma pessoa!" Então, o que há de bom nessa pessoa?"