26 de dezembro de 2013

A Maestria da Língua



Trecho da Palestra 'Automaestria', Aniversário do Shri Guru Nanak, Londres, Reino Unido, 01 de novembro de 1982

Dominar os sentidos:
"Todos esses prazeres vêm a nós através de nossos sentidos. Assim, se vocês podem dominar o seu corpo, vocês também poderão dominar seus sentidos. 

A Língua:
Por exemplo, o mestre ou podemos dizer, o órgão mais elevado que controla a maioria dos órgãos, Eu particularmente penso que é a língua. Porque ela é a insensatez...primordial. Com a língua nós falamos coisas...para ferir os outros. Com a língua nós aprendemos como continuar a tagarelar. Com a língua nós podemos mostrar o quão frívolos somos. Nós temos a língua presa ou a língua solta, nada há no intervalo...

Todo o tempo pensando em comer. Eu já disse centenas de vezes a vocês que os Sahaja Yogis deveriam ingerir, às vezes, uma comida cozida de forma absolutamente insossa, apenas para testar a língua. Podem comer isso, tentem isso. Meu pai costumava dizer que, “Você deve queimar a língua um pouquinho.”. Esse é um dos testes que ele disse que devemos experimentar, mas era duro como Guru.

Assim, nós devemos ver o que nossa língua pode suportar. É exigente com a comida? De início, quando ela vê  comida começa a salivar. Ela leva a nossa atenção para comida; a comida é importante para nós? 


Jejum:
Assim, a primeira coisa para superar os problemas com sua língua é passar fome. A fome é o único meio pelo qual vocês podem se corrigir. Vejam, se vocês jejuarem pela manhã, apenas comam pouco, reduzam pela metade. Ficarão surpresos como seus intestinos ficarão ‘pela metade’ também.

Depois de algum tempo não poderão comer muito, mesmo que queiram. Perderão o seu interesse. Treinem-se. Passar fome é uma coisa muito boa. Eu acho que os quarenta dias que Cristo jejuou é uma boa ideia. Mas não deve ser um tipo de coisa como no Ramadã, onde eles comem uma comida muito picante de manhã cedo naquele período, e o dia todo eles jejuam, pensando em comida. Jejuem completamente, mas não pensem em comida. É difícil, assim jejuem meio período e não pensem em comida por meio período. Gradualmente tentem dominar a sua língua.


A maestria da língua é somente possível se vocês souberem como passar fome; isso é para o lado ocidental. Para o oriental, eles jejuam de manhã até a noite. Eu conheço senhoras que se perguntarem a elas, dirão: “Eu observo o jejum na segunda-feira, na terça-feira, na quarta-feira, na quinta-feira, na sexta-feira e talvez, se eu não jejuar no sábado eu comerei no domingo.” Eu conheci esse tipo de pessoas em Minha vida, muitas, que continuam a jejuar. Elas são especialistas e observadoras, vejam, mostram que podem jejuar por 50, 80, 108 dias, e 365 dias. Mestras do jejum. Para elas Eu tenho de dizer: “Vocês têm de comer,” quando estão jejuando."