11 de fevereiro de 2014

O Shiva Tattwa



O Shiva Tattwa (O Princípio de Shiva)

Extrato da Palestra de S.S.Shri Mataji Nirmala Devi no Puja do Shivaratri, Templo da Sahaja Yoga, Delhi (Índia), 11 Fevereiro 1983.

Shiva é o guru de vocês. Guru é aquele que dá-lhes gravidade para ir fundo em Si mesmos.

Hoje nós iremos venerar o Shiva Tattwa dentro de nós, o Princípio de Shiva. É muito importante para todos os Sahaja Yogis, porque Shiva é o
 que temos de efetivamente alcançar. Shiva é representado em nosso Espírito, assim tornar-se Shiva é o objetivo supremo de tudo o mais.

Ataques na vanguarda:
Quando vocês ficam mais sutis, o apego fica mais sutil e dificil de sair dele, especialmente as pessoas que sobem até a liderança na Sahaja Yoga, ou estão mais ligadas na Sahaja Yoga, estão sempre sob ataque. Elas são atacadas talvez pelos seus maridos, esposas, irmãos, irmãs, filhos, crianças – algo assim.

E isso fica pior porque todos esses líderes que são atacados, tentam desagradar todas as divindades com pequenas coisas aqui e ali. Todo o comportamento tem de ser entendido, pois vocês tornaram-se pessoas sutis e estão se elevando mais alto, assim naturalmente as forças negativas irão atacar vocês. Sempre a linha de frente está sob ataque, não a retaguarda. Assim, aqueles que estão a frente estão sempre sob ataque e eles têm de ser muito cuidadosos com o modo que se comportam.



Liberdade e negatividades:
Os Sahaja Yogis devem saber que isso é um obstáculo e que a todo momento vocês são livres, os mais livres. Quando mais vocês se tornam livres, pior é a sua situação no que diz respeito a enfrentar as negatividades. Digamos que haja quatro pessoas ao seu redor. Elas serão atacadas primeiro. Naturalmente vocês podem entender que a linha de frente está sempre sob ataque, não a retaguarda. Embora de acordo com a lei, deveria ser a retaguarda, porque essas forças negativas horríveis deveriam vir de trás. Mas elas são muito espertas.

Elas sabem que a retaguarda se retira por si mesma; não há necessidade de ir por aquele lado. Elas tentam a linha de frente. E aqueles que pensam que estão encarregados e responsáveis têm de ser muito cuidadosos em seu comportamento, em como são responsáveis, como trabalham. Se eles estão mantendo os velhos hábitos em um nível sutil ou estão lutando contra. É muito importante. E é assim como vocês podem administrar-se inteligentemente.

Desapego:
Então, uma vez que tornem-se desapegados, passam por todas essas coisas, apenas no nível mental. No nível espiritual Eu cuidarei de vocês. No nível mental, vocês devem chegar a conclusão lógica de que “Eu tenho de lutar com essas coisas insensatas. Eu tenho de estar alerta com essa insensatez que existe dentro de mim.”

O Shiva Tattwa é inocente:
O Shiva Tattwa é inocente, é absolutamente inocente. É muito poderoso e extremamente inocente. E o segredo para alcançá-lo é apenas agradar, simplesmente agradar. Se vocês agradarem Shiva, então até pode ser um rakshasa ou qualquer coisa, Shiva concede todos os tipos de dádivas. Mas para um rakshasa, Ele pode apenas conceder o dom da longevidade, da vida longa. Mas para um santo, Ele irá conceder o estado de Satchitananda. Assim, mesmo que Ele dê qualquer coisa para um rakshasa(ser maléfico), ninguém deveria fazer perguntas sobre isso. Ele pode dar longevidade a ele, não importa, mesmo que ele viva por milhares de anos e não ganhe nada com isso, ele nunca obterá a realização. Assim, para um santo, Ele dá a longevidade eterna que vem pelo Espírito. Essa é a bênção do Shiva Tattwa.

Shri Shiva desaparece e a morte ocorre:
Vejam o estilo de Shri Shiva; se vocês beberem, Ele simplesmente desaparece de seu coração. Aí vocês têm um ataque do coração e morrem. Ele também mata. Ele mata diretamente de um modo categórico, Ele mata definitivamente; o outro (Vishnu) renuncia. Se Shiva desaparecer, como vocês podem existir? Esse é um modo. O outro modo é que aqueles que nasceram com o Shiva Tattwa, como o nosso Sainath, Shirdi Sainath, ou pessoas assim, mesmo as Devis podem fazer isso algumas vezes. Eles podem acabar com todos os vinhos do mundo, todos os venenos do mundo. Assim como Shiva fez isso.

Assim, quando Sainath descobriu quantas pessoas estavam fumando tabaco, ele fumou todo o tabaco do mundo. Ele tentou fumar tudo em Maharashtra, assim ninguém poderia obter isso. Esse é o estilo de Shiva, de tomar todos os venenos para Si mesmo. E de absorver todos os venenos dentro de Si mesmo. Ele pode lidar com as coisas mais difíceis; um dos modos é com o cérebro. Porque o Virata é o nosso cérebro, age através do cérebro. Assim Ele faz truques com vocês. E isso tem apelo em nós porque podemos ver que Ele matou alguém. Assim nós pensamos, ‘muito bem Mãe, a Senhora puniu aquela pessoa’.

Mas o Shiva Tattwa dá-lhes problemas que normalmente vocês não podem ver, mas funcionam em um curto tempo como aquele. Por exemplo, problemas de coração ou uma pessoa que tem um Shiva Tattwa muito pobre pode ter todas as doenças incuráveis do mundo. Ninguém é morto, mas a pessoa fica sofrendo a cada minuto. Esse é o modo pelo qual Shiva corrige.

Quando o Shiva Tattwa está despertado em nós, as nossas prioridades mudam completamente. Eu vejo agora que, aqueles que vieram, digamos, para Índia do ocidente, mudaram muito as suas prioridades, mas ainda não há tanta mudança quanto deveria ter havido. Eles estão, é claro, milhares de vezes melhores do que os colegas que não são almas realizadas. Mas ainda têm muitos apegos às coisas, ao dinheiro. Esse desapego precisa funcionar. Vejam, as coisas não são corrigidas nas pessoas e o estado de alerta não existe.

Só o Shiva Tattwa é necessário:
Com exceção do Shiva Tattwa, que outro amigo vocês precisam? Pensem nisso, sem Deus, o que é a sua vida?

Assim devem começar o desapego. As prioridades devem mudar e devem saber que Deus é Aquele que é seu amigo, que é seu Pai, que é sua Mãe, que deve ser venerado, nada mais. Prana, Mana, Dhana, tudo é para Deus. É claro que não queremos nada de vocês, sabem disso. Mas qual deve ser a atitude de uma pessoa?

Purificar pela Kundalini:
Qualquer apego deve ser atacado com o Shiva Tattwa, porque este é brilhante como um diamante, brilhante. Cada faceta pode ser purificada muito facilmente pelo despertar de sua Kundalini e através de seu estado de alerta em qualquer outro apego que possam perceber que têm. Estes (apegos) são amizades, simpatias. As simpatias sempre vão para uma pessoa carente ou algo assim. Vocês não têm simpatias, torturaram tantas pessoas. Por outro lado pode ser que odeiem tanto alguém, amem tanto alguém, esses tipos de coisas assim. Assim o desapego vem as vocês de modo que não odeiam nem amam ninguém. Deixem para Deus decidir. Esse é o tipo de desapego que deixam para Deus. Deus, por favor, isso é decisão Dele. Eu não irei julgar. A única coisa é que Eu os julgo pela sua Kundalini e desperto a Kundalini deles. Se der certo, ótimo, se não der certo, ótimo também.

Assim vocês têm de desapegar-se da responsabilidade de julgar os outros. O seu julgamento é somente pela sua Kundalini, se der certo, ótimo. Mas, vocês são simplesmente como um barômetro, é tudo, ou como uma máquina que cura. Vocês não estão envolvidos com isso. Assim este envolvimento nas vidas pessoais e nos relacionamentos pessoais, como com a mãe, irmã, irmão, todo tipo de insensatez precisa ser interrompido.


Assim devemos nos desapegar destes laços de família e desses desequilíbrios e problemas emocionais que temos ao entender que a única coisa que essas pessoas deveriam ter é a Sahaja Yoga. E algumas pessoas não deveriam estar na Sahaja Yoga, como Eu disse – Meu próprio marido, Minhas filhas e Meus parentes, Eu os manterei fora. Todas essas pessoas, se houverem algumas, vocês não devem manter perto da Sahaja Yoga. Vocês devem ter discernimento para descobrir.

Fraternidade de bhoots não é coletividade:
Todos esses desapegos, que estão no Nabhi Chakra, ocorrem e então vocês se elevarão para o lado emocional em seu Chakra do Coração. E então nós temos de ter desapego mesmo com um tipo de coletividade que pensamos que seja uma coletividade. Eu a chamo de fraternidade de bhoots, não coletividade. Todos os Sahaja Yogis inúteis sempre irão formar um grupo e terão uma objeção muito forte para tudo que for sensato. E eles terão muitas sugestões para tudo. Não precisa ter nenhuma sugestão. Não há alternativas, porque Shiva é absoluto. Uma vez que esteja dito, está dito, apenas façam isso e vejam – é o melhor. As alternativas serão a segunda ou a terceira melhor coisa ou talvez inúteis. Mas não há alternativa para o Shiva Tattwa.

Pureza:
Quando estiver despertado em vocês, pelo menos reconheçam Shiva em Mim. E vejam que isso é o Shiva Tattwa. Este entende porque Nele vocês não cometem nenhum pecado, são puros. Quando vocês são o Espírito, são puros, não há pecado em vocês. Se, segundo o entendimento humano, Shiva partir, uma pessoa morre, então é pecaminoso. Por que deixar alguém? É pecado, não é? Por todos os desígnios comuns, entendimento comuns, pensaremos que é pecaminoso que Shiva parta e faça a pessoa morrer. Por exemplo, uma senhora morre, seus filhos são deixados sozinhos e alguém pode culpar Shiva por isso: ‘Veja, agora o Senhor partiu e essas crianças estão sem mãe agora, ou sem pai.’, ou algo assim.

É o ego que comete pecados:

Como Shiva é puro, qualquer coisa que Ele faça é pura. Assim seja o que for que façam é sem pecado – o conceito de pecado está acabado, porque quem comete pecados é seu ego. O ego é que comete pecados. Mas se vocês não têm ego, não há pecado, porque vocês nada estão fazendo. Vocês ficam em Akarma. Digamos que o Sol esteja brilhando e alguém quer ficar sob o Sol, aí ele fica queimado. Não é uma falha do Sol, que está brilhando, esta é a função do Sol. Seja qual for o trabalho de Shiva, Ele o está fazendo. Ele não tem pecados. É a nossa attitude mental que nos faz pensar que isso é um pecado, isso não é um pecado. Mas quando nós temos ego, nós estamos cometendo pecados.

Se vocês perguntarem a um tigre, ‘Você está cometendo um pecado ao comer uma vaca?’ Ele dirá, ‘Eu nunca soube o que é um pecado. Eu não sei o que é um pecado.’ Há uma história em que alguns missionários estavam saindo de uma aldeia. Os aldeões, pobres e inocentes, levantaram-se para agradecê-los. Disseram: ‘Graças a Deus vocês vieram aqui nos ensinar que existe pecado. Nós não sabíamos o que era pecado.’ (Shri Mataji rindo)

As pessoas inocentes não sabem o que é o pecado. Porque o Espírito é inocente, não tem pecado. Ele obedece a outra fonte de inocência. Então não há pecado para uma pessoa que é inocente, o Espírito. Para Shiva, não há pecado se Ele quer dar Suas bênçãos para um rakshasa ou para um santo. Não há pecado para Ele porque Ele é Bholenath (Aquele que é inocente). Ele está além do pecado. Seja o que for que faça, Ele está além do pecado porque o ego não pode envolvê-Lo. Não há ego. Nós cometemos pecados por causa do nosso ego. Uma vez que o ego esteja acabado, não estamos mais lá, então quem comete pecados? Quando nós não estamos lá, quem está cometendo pecados? Shiva não pode cometer pecados, assim nós somos Shiva, então nós não cometemos pecados.

Shiva é o guru de vocês. Guru é aquele que dá-lhes gravidade para ir fundo.