27 de março de 2014

O Elemento Materno da Terra

Nota de Sahaja Yogi: Na descrição do primeiro centro, Shri Mataji diferencia entre o Muladhara Chakra e o Muladhara, atribuindo ao Muladhara Chakra o elemento da ‘Matéria’, ‘Jada’, a ‘Terra’, que ainda não foi despertado e ao Muladhara, mais acima, ‘o elemento materno da Terra.’

Essa citação também explica o movimento de reconhecimento do mestre verdadeiro pela Kundalini, através das mãos, dos canais laterais e do Muladhara (Sem menção do Void aqui).



Trecho da Palestra realizada no Caxton Hall, Londres, Inglaterra em 03 de dezembro de 1979

Soundcloud

Amruta

A Força viva:
“Agora, como nós temos esse ser…sem nenhuma dificuldade, nada há de sério sobre isso: ele existe apenas. É o jogo do desejo de Deus. Vocês receberam-no. Da mesma forma, a sua Realização irá funcionar com aquela força viva que trouxe à luz o ser humano. Essa força viva também criou tudo isso, dentro de nós, através de nossa evolução.

O Muladhara Chakra fica abaixo da Kundalini:
Esses são todos centros diferentes, que são centros sutis, os quais estão, digamos, subjacentes ao nosso ser.

Esses centros não podem ser vistos a olho nú, porque estão localizados na coluna vertebral ou no cérebro, mas eles dão origem aos centros grosseiros do lado externo. Esses centros estão colocados de forma magnífica. O primeiro, com quatro pétalas, é chamado de Muladhara chakra, que fica abaixo da Kundalini.

Agora observem, isto é um ponto muito importante. Está localizado abaixo da Kundalini. Isto representa o lado material ou podemos dizer a matéria está dentro de nós, é o elemento terra dentro de nós, é o Jada, como o chamam, a palavra ‘morto’ é ruim, mas Eu diria que é ‘a coisa que ainda não foi despertada’.


Muladhara Chakra - elemento do filho(inocência), 

Muladhara - elemento materno(Kundalini):
O elemento materno da Terra está lá mais acima, mas este é onde o elemento do filho, que é a inocência, está localizado. A personificação da inocência está localizado abaixo da Kundalini, que é chamado de Muladhara chakra e que controla também o nosso sexo. Ele dá origem ao plexo pélvico que também tem quatro subplexos. É interessante notar que isto está localizado abaixo da Kundalini, assim se a Kundalini tiver de subir, Ela não passa através disto. Assim, o sexo nada tem a ver com a subida da Kundalini.

Apenas uma coisa, é que quando a mensagem de suas mãos, quando as suas mãos estão colocadas na Minha direção, a mensagem, por favor sentem-se com a mãos assim, a mensagem é que há alguém que tem o poder de subir a Kundalini, ou a mensagem para a Kundalini, ou o convite para a Kundalini passa através de seus dedos aqui embaixo, passa por essas duas linhas que vocês veem e informam a divindade que se encontra lá embaixo, que é Shri Ganesha.

Shri Ganesha informa a Kundalini:
Ele é quem, quando desperta, informa a Kundalini, que é a Mãe de Ganesha, Gauri, presente no osso triangular, que é chamada de Serpente enrolada em três voltas e meia, pois Ela se enrolou no formato de uma serpente. São três voltas e meia. Ela também tem um significado matemático muito grande, três e meio. Agora, este poder é o poder de germinação. É chamado de poder residual. Significa que após a criação, o binda completo, o zigoto completo de um ser humano ainda permanece inteiro. Este é o poder que chamamos de Poder de Mahakali porque é o poder do desejo de Deus. Ele deseja que vocês recebam a Realização. O desejo de Deus é expressado no nosso interior pelo canal esquerdo que é chamado de Poder de Mahakali. Enquanto Ele desejar, nós existimos, tão logo Ele não deseje mais, nós não mais existiremos. Assim o lado esquerdo dá origem aos nossos desejos e também cuida do nosso lado emocional. Significa que ele ainda não está materializado.”

Nota de Sahaja Yogi: Anteriormente foi jogada uma ligeira luz diferente numa noção comum (o estado de
 Pashupati dos animais):

Pas
hupati:
“O universo inteiro, a criação inteira é parte integrante de um ser orgânico. Com a nossa ignorância começamos a pensar que somos separados dele. Enquanto nós estamos no estágio animal, vamos de acordo com o desejo da natureza e nós não temos a liberdade, assim, de uma certa forma estamos unificados com a força divina...mas não estamos conscientes disto. Apenas no estágio humano é que vocês ficam conscientes disso.”