21 de abril de 2014

Reconhecer a própria divindade

Trecho do Puja do Sahasrara em Cabella, Itália, em 05 de maio de 1991
YouTube

Hoje nós nos reunimos aqui para celebrar o Dia do Sahasrara, que foi aberto em 1970, nesta data.

Eu acho que essa tenda é como o nosso Saharasra, capaz de produzir esse arranjo tão bonito para esse Dia do Sahasrara. Nós temos de entender o que acontece quando o Sahasrara se abre.

Área Límbica:
Quando a Kundalini passa através dos cinco centros, Ela entra na área que é chamada de área límbica. Essa área está envolta por 1000 nervos. E quando esses nervos ficam iluminados, eles se parecem com chamas de cores vibgyor*, sete cores e muito suaves, brilhando belamente, emitindo paz. 

*Vibgyor são as letras iniciais das cores do arco-íris, em inglês: Violet,indigo,blue,green, yellow,orange,red

Brahmarandha:
Mas quando a Kundalini começa a emitir Sua vibração nos lados, todos os nervos ficam gradualmente iluminados e começam a mover-se em todas as direções, abrindo o Sahasrara. E então a Kundalini emerge pela área do osso da fontanela, que chamamos de Brahmarandha. Randhra significa ‘a abertura’ e o Brahma é o poder onipresente do amor divino.

Chaitanya:


Assim Ela(Kundalini) entra na energia sutil que é onipresente, a qual nós não sentimos normalmente. Mas então a Chaitanya, as vibrações, que são parte integrante dessa energia, o poder onipresente, o Paramchaitanya, começa a entrar em nosso cérebro e jorrar suas bênçãos e elas(as vibrações) se reunem na área límbica.

Agora a área límbica está conectada a toda área do cérebro e também aos nervos.
Assim, Ela(Chaitanya) começa a fluir para os nervos, dando-lhes a nova percepção da consciência coletiva, chamada de samuhik chetana. Assim vocês recebem uma nova chetana, uma nova consciência que é mostrada na sua área límbica.

Vírgulas, Suástikas, Omkaras:
O funcionamento dessas ondas de Chaitanya é muito interessante. Elas são formadas normalmente como pequenas vírgulas, mas depois elas mudam para diferentes formas. Elas mudam a si mesmas para Suástikas, como o símbolo da inocência de 4 braços. Ou elas se tornam o Aumkara, vocês sabem como Aum é escrito, que é o símbolo de nossas ações, nossa consciência. Assim, quando elas formam a Suástika, elas tentam nutrir o lado esquerdo, e quando elas formam o Aumkara, elas nutrem o lado direito. Elas nutrem o sistema nervoso simpático esquerdo e direito. 


Aum

Suástika






Mas o Sahasrara deve ser mantido aberto, o que é bastante difícil para as pessoas, porque há um círculo vicioso. Primeiro essas vibrações devem entrar em seus cérebros, através do Brahmarandhra, quando ele está aberto, e elas devem nutrir seus nervos pelos quais seus lados direito e esquerdo se abrem e assim mais Chaitanya pode ser derramada sobre todos esses centros.

Chakras bloqueados-círculo vicioso:
Mas se o seu Sahasrara não está adequadamente aberto, esse processo não ocorre. Como resultado disso, os chakras não se abrem, a Kundalini mantém apenas alguns fios na medula espinhal e novos fios não podem subir porque os seus chakras não estão abertos.

Assim, na Sahaja Yoga é muito importante manter o seu Sahasrara aberto, caso contrário há um círculo vicioso. Manter o Sahasrara aberto é muito fácil de um certo modo assim como também muito dificil.

Mahamaya swarupa:
Como vocês tomaram conhecimento no Devi Mahatmyam, Mahamaya vem ao Sahasrara. Ela é uma Mahamaya, não é fácil de reconhecê-La, não é fácil conhecê-La. Ela vive exatamente como vocês, Ela se movimenta como vocês, mas vocês nunca podem descobrir a Sua real natureza. Ela está na forma de Mahamaya. Assim no Sahasrara, reconhecer a Mahamaya é mais um círculo vicioso. Vocês podem perguntar, por que deve ser Mahamaya?

Deveria ter sido melhor (...) como alguma outra forma. Mas em qualquer outra forma a Sahaja Yoga não teria dado certo nos tempos modernos; porque as pessoas teriam ficado com medo e zangadas e nunca teriam aderido a Sahaja Yoga, porque elas ainda não têm discernimento dentro de si para saber o que é certo e o que é errado. Por isso teve de ser na forma de Mahamaya. Na forma de Mahamaya vocês têm de reconhecer. Esse é mais um teste porque vocês não podem reconhecer Mahamaya, enquanto que vocês devem reconhecer. Mas na Sahaja Yoga vocês viram tantas fotografias que deveriam convencê-los mentalmente sobre essa Mahamaya swarupa.

Vocês podem ver mentalmente, vocês podem entender que há algo muito diferente. Mesmo quando Eu fui a Nápoles, foi dada uma fotografia ao policial e a todos e eles todos reconheceram que há alguma coisa muito diferente, todos eles quiseram apertar as Minhas mãos.

Bênçãos:
Esse é um caminho, outro é que vocês começam a perceber as bênçãos e começam a ver como progrediram materialmente, fisicamente, emocionalmente e espiritualmente. Ainda no nível mental a maioria das pessoas reconhece, mas a menos e até que isto seja reconhecido no coração, não há reconhecimento (verdadeiro). O coração já é circundado por sete auras dos sete chakras. E o Espírito, o Atma, reside no coração. Dessa forma, no topo de sua cabeça aqui, reside  Deus Todo-Poderoso, Sadashiva.

Assim, quando a Kundalini toca esse ponto, o seu Espírito é despertado e a luz do Espírito começa a se espalhar. E começa a agir em seu sistema nervoso central; porque as vibrações(Chaitanya) fluem automaticamente para o seu cérebro, e que iluminam seus nervos.

Reconhecimento no coração:
Mas ainda assim o reconhecimento no coração não existe. Mesmo sem isso vocês começam a sentir a brisa fresca, podem subir a Kundalini dos outros, podem curar pessoas, podem fazer muitas coisas, mas isso não é ainda muito sentido no coração. Por isso é que nós temos música, artes, todas essas coisas começam a abrir o seu coração. Mas ainda não há reconhecimento, porque o reconhecimento é uma atividade mental do coração.

Como o coração pode ter uma atividade mental? Esse é mais um problema que vocês todos podem enfrentar, e Eu sei que esse reconhecimento, se é uma atividade mental do coração, como fazemos isso?

Digamos, se vocês são cristãos, nascidos em uma família cristã, tão logo vocês veem uma imagem de Cristo, imediatamente sentem que é Cristo, vejam, alguma coisa aqui(Shri Mataji põe as mãos no coração). Ou, se vocês são hindus, se veem uma imagem de Shri Rama, imediatamente sabem que é Shri Rama, vejam, existe uma coisa desse tipo, um reconhecimento no coração.

Mas o reconhecimento de alguém que vive com vocês é muito, muito difícil, e vocês vivem somente na cúspide de suas atividades mentais. Mas para ir profundamente em seus corações, ‘O que devemos fazer?’ as pessoas Me perguntam.

'Mãe, como nós devemos atingir o nosso coração? Como essa atividade mental pode ser realizada através do coração?’ Agora, vocês precisam se lembrar que o coração está absolutamente conectado com o cérebro, absolutamente conectado.

Ele não é uma coisa desconectada, se fosse, não teria funcionado. Quando o coração falha, depois de algum tempo o cérebro também falha; o corpo todo para de funcionar. Assim, essa atividade mental do coração é para ser entendida desse modo, tão logo vocês veem o perigo, sem ao menos pensar, de um modo reflexo, seu coração começa a bombear mais sangue e vocês têm palpitações. Vocês não têm de pensar, não há atividade mental; vocês apenas veem, digamos, um tigre na frente de vocês, aí o seu coração começará a bombear (mais forte). É uma ação reflexa.

Agora, como essa atividade ocorre, alguém pode perguntar, é porque está construido dentro de vocês, que tão logo vocês veem alguma emergência, seu sistema nervoso simpático entra em atividade e vocês começam a sentir o medo, vocês começam a sentir que deveria haver alguma proteção, que deveriam fazer alguma coisa a esse respeito. Mas vocês não pensam, apenas correm, o mais rápidamente possível. Não pensam sobre isso, ‘o que devo fazer, para onde devo correr?’. Você apenas corre para longe do perigo.

E como vocês fazem isso? Porque tudo isso está formado dentro de vocês, em seus cérebros, de modo que tão logo os corações comecem a bombear sangue demais, ele deve fazer as pernas e as mãos trabalharem e vocês devem correr. Ou nós podemos dizer que está construido dentro de seu sistema nervoso central, o medo.

Qualquer reação, qualquer resposta como essa, está construida dentro de vocês. Mas a resposta à espiritualidade ainda não está manifestada. Está tudo construido, sem dúvida, mas ainda não está manifestado. E como isso irá se manifestar?
Isso é o que as pessoas Me perguntam, ‘Mãe, como isso irá se manifestar?’

No seu passado, vocês aprenderam que devem ter medo disso e daquilo.
Também nessa vida vocês aprenderam muitas coisas. Uma criança poderia colocar a mão na vela, mas não irá fazê-lo, ficará com medo, mas um adulto sim, por causa da experiência. Com a experiência vocês constroem gradualmente essa reação reflexa dentro de vocês, assim vocês tentarão salvar-se.

Agora, qual experiência vocês devem ter para construir isso em seu coração, este é o ponto. E a experiência é a de sua própria divindade, de sua própria espiritualidade. 


Reconhecimento de cegos:
Uma vez que comecem a desenvolver essa experiência, devem saber que são uma pessoa divina. A menos e até que estejam completamente alertas de que são pessoas divinas, qualquer fé que possam ter em Mim, o reconhecimento não é completo porque quem está reconhecendo é uma pessoa cega. Se uma pessoa cega está Me reconhecendo, não há uma resposta do coração. Assim, primeiro vocês têm de se reconhecer como sendo pessoas divinas, ter fé em si mesmos.