20 de maio de 2014

Os Deveres do Guru



Os Deveres de um Guru, Trecho da Palestra para Yogis em Ganapatipule, Índia, 8 de janeiro de 1987

Rakshasas:
"Assim, um Guru que está encarregado de conduzir os outros para a iluminação tem de saber que seu poder deve ser usado como um poder virgem do poder puro. Um Guru não pode usar este poder do mesmo modo que um pessoa comum. Assim, seu relacionamento com seus discípulos, sejam eles meninos ou meninas, tem de ser absolutamente puro. A pureza deve ser de uma medida tal, que um Guru não deve aceitar nada que pertença ao discípulo. Sobre isso, muitas coisas foram escritas por muitos santos, especialmente em Maharashtra (Índia), também Kabir Das e Nanaka falaram claramente contra as pessoas que têm relacionamentos com os Shishvas deles, com os discípulos, sejam por ganância ou por luxúria. Eles os chamavam de rakshasas. Da mesma forma, as pessoas que hoje são, por exemplo líderes, os Gurus na Sahaja Yoga, têm de se lembrar que seus relacionamentos com seus discípulos têm de ser de pureza completa e de virgindade.

Punição:
Nos velhos tempos estava bem que as pessoas não soubessem sobre as punições que poderiam recair sobre uma pessoa que usasse seu poder de Guru para sua própria satisfação. Mas hoje, nesta época.... a punição que pode ocorrer nesses dias de Juízo Final pode ser muito séria e como uma Mãe, Eu tenho de alertar a todos vocês, aqueles que começaram os seus centros ou aqueles que estão se tornando Gurus como líderes, que vocês devem ter uma mente muito desapegada e um entendimento nítido dentro de si. Vocês não podem empregar mal o dinheiro, não se pode malversar dinheiro, não se pode usar nada para seu próprio proveito, que pertença ao coletivo, nem se pode usar nada para a satisfação de sua luxúria. Se você tem alguma dessas fraquezas, é melhor sair da Sahaja Yoga por enquanto e voltar quando estiver melhor.

Ego e Condicionamentos:
Não há lugar na Sahaja Yoga para pessoas impuras. A pureza deve ser venerada cada vez mais. Como dizemos, no ocidente, há o pecado contra a Mãe. As pessoas não valorizam a sua castidade, mas no oriente, especialmente na Índia, as pessoas não sabem que elas têm de ser absolutamente honestas no que concerne ao dinheiro. Elas caem em armadilhas, em tentações e então elas recebem uma punição muito severa, não através de Mim, mas através da ira de Deus Todo-Poderoso, porque este é o trabalho de Deus que estão fazendo. E a pior coisa pode ser que busquemos poder. Se não for estas duas coisas, nós buscamos poder na Sahaja Yoga. Para estes, isto se torna como seu próprio domínio e começam a exercer seu poder sobre os outros. Isso não pode ser possível. Não vai funcionar. Aqueles que tentam dominar os outros somente pela satisfação ou para o próprio ego, sofrerão um bocado.

O quarto tipo são das pessoas que tentam colocar os seus condicionamentos na Sahaja Yoga, por exemplo, alguém que seja hindu e que esteja jejuando, digamos, a maioria dos dias, por exemplo no sábado e ele diz para as pessoas que 'vejam agora, eu tenho jejuado aos sábados porque, afinal de contas, vejam, eu tenho jejuado por todos esses dias' e tudo aquilo... Ou quem ficou condicionado assim, de que 'eu gostaria de me casar somente com um estrangeira se eu sou um estrangeiro' ou 'se eu sou indiano eu me casarei com indiana'. Todos esses condicionamentos, se um líder tentar passar isso adiante, dizendo que a Mãe disse isto, será punido em dobro.

Sem padres:
Nós pertencemos à religião verdadeira, à universalidade pura. Nenhuma dessas artificialidades pode nos prender. Esta é uma das muitas coisas sutis importantes, as quais nós não comprendemos que somos muito condicionados. Nós os ingleses, nós os indianos, ou nós x,y,z. Vocês são seres humanos. Deus fez um mundo só. Ele não fez todas essas coisas artificiais dos homens. Voces nasceram de uma mãe e vocês são Yogis, não têm nenhuma ligação de natureza artificial.

Qualquer um que alegue ser um Guru, tem de perceber que não pode ligar-se a nenhuma ideia particular, mundana, antiquada e insensata. Gradualmente, seja o que os líderes façam, será seguido pelos seguidores. Assim, o líder tem de levar uma vida que seja ideal. Um líder que seja muito dominador, ou muito possessivo ou agressivo, criará líderes que serão da mesma natureza. E outro que seja muito condicionado criará seguidores condicionados. E talvez Eu não tenha nenhum relacionamento com eles. Assim, nós não queremos ter uma classe de padres como gurus. Nós não queremos pessoas que tomem as leis de Deus para si e as usem para os seus próprios propósitos.

De Shri Lakshmi para Shri Mahalakshmi:
Hoje é o dia dos Gurus, porque é o terceiro dia, o terceiro chakra do Nabhi. Neste mesmo chakra nós temos o ponto de partida de Mahalakshmi. A energia de Mahalakshmi começa a funcionar depois que vocês terminam com o Lakshmi Tattwa. Se os Gurus ainda estão ocupados com seus Lakhmis Tattwas, não têm senso de sacrificio, não tem senso de desapego, eles não pode ser chamados de líderes. A Mahalakshmi é a forma sutil de nossas aspirações, de nossos desejos, o mais sutil, a epítome, porque primeiro nos buscamos através do físico, do mental e do emocional e finalmente nós queremos ter poderes espirituais, também para impressionar os outros. 


Sem poderes mundanos mas com os poderes de Deus:
Vocês vêm aqui na Sahaja Yoga para dissolver todos os seus poderes. Vocês ficam tão desprovidos de poderes que todos os poderes de Deus Todo-Poderoso começam a operar através de vocês. Suponhamos que este instrumento tenha alguns poderes, Eu não serei capaz de lidar com ele. Ele estaria indo aqui, lá e acolá. Assim, para venerar Mahalakshmi, temos de nos lembrar que precisamos dissolver todos os poderes. Isso é a entrega que é o que chamam de Islã. 

Mas são apenas palavras para todas essas pessoas. A entrega é uma coisa muito dificil para os seres humanos entenderem. Eles pensam que não podem se entregar. O que vocês tem de entregar nada mais é do que seu ego e seu condicionamento.  Eu estou dizendo a vocês todas essas coisas, mas se vocês as aprendem decorado como um papagaio, vocês podem repetir isso, mas não terão influência em seus seguidores. A menos e até que vocês mostrem na sua própria vida aquela beleza, aquela compostura, aquele cuidado, aquela preocupação, aquele amor, ninguém ouvirá a um papagaio. 

Práticas, não preceitos:
O seu significado tem de vir das práticas, não dos preceitos. Isso é o que é a Sahaja Yoga, que é muito diferente de qualquer outra pregação. Assim tenham cuidado! Vocês foram escolhidos pelo seu mérito como Sahaja Yogis, assim respeitem-se".