14 de outubro de 2008

O Significado do Diwali


 S.S.Shri Mataji Nirmala Devi, trecho do Diwali Puja, Hampstead, Londres, 1983.

Sem havan:
Hoje não teremos nenhum havan, isso nós havíamos decidido porque no Diwali não há necessidade de ter nenhum havan, mas teremos somente o puja.

Primeiro Dia do Diwali:
Agora, hoje é o puja; como vocês sabem, existem cinco dias que eles celebram lá (na Índia). O primeiro dia é o décimo terceiro dia (da lua), que é o dia da Gruha Lakshmi; é o dia em que a Gruha Lakshmi é adorada. Mas, uma Gruha Lakshmi (dona-de-casa) tem que ser digna da adoração e, então, algum utensílio é presenteado à Gruha Lakshmi. Algum tipo de utensílio deve ser dado à Gruha Lakshmi como um presente. Esse é o dia no qual Lakshmi nasceu. Lakshmi nasceu da Mãe Terra, a partir do... deveríamos dizer da Mãe Terra, mas Ela veio do mar, depois da agitação (do mar), de modo que é o nascimento de Lakshmi. Ela é a doadora de riqueza. Riqueza que é tanto material quanto espiritual...

Então aquele é o dia de Gruha Lakshmi, quando Ela nasceu. Ela tem que ter essas qualidades. Se ela é avarenta, do tipo de mulher calculista, ela não é uma mulher para início de conversa. Se ela fica preocupada com suas roupas e seus próprios confortos e suas próprias coisas, então ela não é uma Gruha Lakshmi. Ela faz os outros trabalharem e se senta e fica dando ordens, ela não é uma Gruha Lakshmi de jeito nenhum. Ela tem que trabalhar para os outros, ela tem que fazer para os outros, ela tem que cuidar. Esse é o décimo terceiro dia.

Segundo Dia:
Então, o décimo quarto dia (da lua)é o dia em que Narakasura foi morto. Vocês sabem que Narakasura teve seu nascimento e ele tem que ser morto, os Sahaja Yogis vão matá-lo. Você tem que chegar ao ponto que realmente ele possa ser morto. Quando Kartikeya está desperto dentro de vocês, ele pode matar. Mas, para isso vocês têm que ser exatamente como o ouro, imaculável. Vocês precisam de pessoas fortes para fazer isso. Uma espada que possa matá-lo tem que vir de seus valores. Então, Narakasura pode ser morto. Ele é possivelmente um dos piores asuras (demônios). Esse é o décimo quarto dia. Quando ele foi morto, as portas do inferno foram abertas e lá todos, os seus discípulos ou os seus seguidores ou as pessoas satânicas, foram colocados. Esse é o único dia que vocês podem dormir até mais tarde, uma boa notícia para vocês!

Terceiro dia:
O décimo quinto dia (da lua) é a noite mais escura que tivemos, a mais escura. Essa é a noite quando vocês acendem as luzes, porque é a noite mais escura e as forças negativas podem entrar. Então, as luzes são acesas, porque Lakshmi pode vir. Vocês ficarão surpresos como Lakshmiji é. Se uma garrafa de vinho entrar por uma porta, Ela desaparece por outra... Essa é a responsabilidade das mulheres, manter a Lakshmi intacta. Então, esse é o Dia da Lakshmi, quando dizemos que acontece o Lakshmi Puja, porque aquele é o dia em que vocês convidam a Lakshmi para entrar, a Raja Lakshmi, a Lakshmi pela qual vocês se tornam o rei da família ou a nobreza, a benevolência, vocês podem assim chamar, o sentimento de realeza na família, esse é o dia.

Quarto dia:
Então, vem o dia seguinte a aquele, que é o primeiro do mês, naquele que é o calendário de Meus antepassados. Pelo fato de vocês serem todos meus filhos, vocês têm que usar o mesmo calendário, o calendário dos Shalivahanas. E esse é o primeiro dia do calendário dos Shalivahanas. E o que eles fazem na manhã é celebrar isso. Eles pegam uma jarra, Aquarius, e colocam um xale nela e colocam uma bandeira, representando o Aquarius e o Xale de sua Mãe. É por isso que eles são chamados de Shalivahana, aqueles que carregam o Xale da Mãe. É por isso que são carregadores do Xale da Mãe. É assim que eles erigem isso. O xale no topo de Aquarius e essa deveria ser a bandeira dos Sahaja Yogis. Pois vocês transformam isso no Aquarius ou podemos dizer jarro, como vocês chamam, potes, ou potes não, mas essa coisa de lota que você pode chamar assim – não existe nada usado assim por aqui. Isso também é para... kumbha, podemos chamar no kumbha e a xale está lá, então eles colocam em pé, por isso é que chamam como Gudi Padwa – significa o primeiro dia da lua é Padwa Gudi, é o que isso significa. Então eles levantam isso e é assim que eles dizem que hoje é o dia de Ano Novo, para os Shalivahanas.

O xale é a cobertura de sua Mãe, o que também Lhe aquece, ele cobre Sua modéstia. O xale é o sinal de realeza, de modéstia e de castidade. Então você é responsável por ele, (que é) de sua Mãe. Você o protege como Ganesha o faz. Somente em um ponto é que Ele fica com raiva: se alguém falar algo ou fizer algo contra a Mãe, então Ele A defende. É por isso que Cristo disse “qualquer coisa contra Mim, Eu vou tolerar, mas qualquer coisa contra o Espírito Santo, não será perdoada”. Isso é o Filho, falando sobre a Mãe; isso é o que acontece.

Então, hoje é o segundo dia. O segundo dia é o Bij, é o, eles assim o chamam, Bhav-bij ou Bhaubij, é o dia quando irmão e a irmã, que são as sementes de uma árvore, têm a troca pura de afeição (irmandade). A irmã faz o aarti para o irmão, lhe dá uma tika e então o irmão dá a ela alguma coisa como prova de seu amor, como um presente...

Quinto Dia:
Então, este é o quinto dia, é Dwija. Então, desde o décimo terceiro (dia da lua), até o quinto dia, eles celebram o Diwali. Para nós, o Diwali tem um grande significado, pois de uma luz, muitas luzes são despertadas e elas são colocadas em uma linha, então elas são chamadas como Diwali – significa “as luzes enfileiradas”.

Então, quando vocês seguram Minhas Mãos junto com todos nós, por essa forma, a energia passa e a rasa iluminada é estabelecida. E todo o mundo tem que se tornar aquele lindo reino de sua Mãe, onde (existe) nada além das bênçãos de Seu Pai e Seu regozijo, quando Ele vê Sua Própria Criação dançando naquele oceano de bem-aventurança.