14 de outubro de 2008

Shri Mahalakshmi

Hoje é o dia da “noite” do Mahalakshmi Puja, não somente do Lakshmi Puja. Existe uma diferença entre os dois. Mahalakshmi é aquela que tem os principais poderes da Adi Shakti. Como vocês sabem: Mahalakshmi, Mahasaraswati, Mahakali. Esses poderes têm poderes também no nível material, igualmente no nível sutil. Então, o poder de Mahalakshmi é alcançado depois do poder de Lakshmi, como vocês sabem. Existem oito poderes de Lakshmi.

A Lakshmi nasceu ou surgiu do mar, do grande oceano, que foi agitado há milhares e milhares de anos atrás. E Ela surgiu do mar porque Ela é a filha do mar. É por isso que Ela é chamada como Neeraja. Neera significa “água” e ja, “nascido de”. Isso aconteceu há milhares e milhares de anos atrás, quando Ela nasceu. Então, o que é isso? O que é essa Lakshmi? Vejam, simbolicamente o que isso expressa? Isso expressa a consciência. Lakshmi expressa a consciência e Ela surgiu do mar, vocês sabem isso; a consciência começou primeiramente a crescer no mar. A vida começou a existir no mar, para início de conversa, e depois ela cresceu para fora. Sem a vida, não existe consciência. Inicialmente a vida, porque tudo é jarda, tudo é morto, e quando isso se torna vida, significa que isso tem consciência. Então, a consciência começou a crescer no mar.

Essa é a expressão simbólica. No nível grosseiro vocês podem entender dessa forma. Mas, realmente no nível sutil, é ao contrário. Mas, porque nós vemos as coisas a partir do nível grosseiro, nós dizemos que “isso é simbólico”. Vocês entendem esse ponto? Então, para Mim é simbólico ver como a vida veio a surgir no mar e como ela se tornou consciente. Para Mim isso é simbólico e para vocês isso é simbólico no sentido inverso. Eu quero dizer, se Eu vejo algo deste lado, Eu vejo desta forma, enquanto que vocês vêem daquele lado, vocês vêem desse jeito. Vocês entendem isso? Se vocês querem pintar algo em um vidro (para ser visto pelo outro lado), como que vocês pintam isso no vidro? Vocês tem alguma idéia? Vocês começam a pintar, primeiramente, as coisas mais externas que vocês têm que pintar. Por exemplo, se vocês estão pintando a Deusa, inicialmente vocês pintarão Seus ornamentos, depois Seu sari, em seguida Seu corpo. Como tal, isso se moverá mais profundamente deste lado, se vocês estiverem pintando sobre o vidro, porque vocês têm que ver isso pelo outro lado. Mas, supondo que vocês tenham que pintar em uma tela, vocês pintarão na ordem inversa. Primeiro você pinta o corpo, depois o sari e então os ornamentos. Então, para uns isso é simbólico porque eles pensam que é do ângulo deles. Para a outra pessoa, que vê a partir do outro ângulo isso é absolutamente simbólico. E é surpreendente que tudo seja tão simbólico e simplesmente a mesma coisa, que qualquer coisa que vocês possam falar, o sutil permanece sendo sutil e o grosseiro permanece grosseiro. Aquele que está no nível sutil vê o grosseiro como uma expressão simbólica de sua atenção sutil.

Agora, Ela nasceu no mar. Ela é chamada de Neeraja. Ou Neera, que significa “água”. Meu nome é – um deles é Nira, como vocês sabem; a partir de Nirmala, um nome é Nira, Neema (Niima) e Neela (Niila), dessa forma Eu tenho três nomes, quatro nomes e Eu diria que o maior é Nirmala. Então, esta parte Nira significa o que? Que Ela nasceu no mar, que... o nome de Maria é também o mesmo. Miriam ou Maria, Eu não sei como vocês falam em inglês, mas Maria vem de Marie, a palavra Mari. Mari por si mesma vem da palavra Meri. Então, isso é Mahalakshmi, Maria é nomeada e Ela é, porque ela surgiu do mar e é assim que Seu nome foi Maria. Mariana, eles A chamam, algumas pessoas A chamam de Mariana, algumas vezes A chamam Miriam. Todas essas palavras indicam que Ela nasceu no mar. Então Ela é Mahalakshmi. Maria é Mahalakshmi e Ganesha é a criança. Agora, vejam como simbolicamente isso funciona, pois somente no Diwali a Lakshmi e o Ganesha são adorados, somente essas duas personalidades. Vocês podem entender isso?

O símbolo de Mahalakshmi para Mim é Maria; para vocês, Mahalakshmi é o símbolo. E o símbolo externo de Ganesha é Cristo. Ele simboliza Ganesha. Então, ambos são adorados (juntos) somente no Diwali. Realmente é o Natal. Esse é o Natal real, que também era antigamente, e esse foi o tempo em que Cristo bebê naceu, não em 25 de dezembro. Embora exista um mal entendido, não tem problema, mantenham assim. Não importa, seja quando Ele nasceu, porque era usual termos um grande festival e, depois desse festival, Ele nasceu, chamado como Valaanan. Eu não sei como vocês o chamam nos tempos modernos; naquele tempo era chamado daquela forma. E, então, essa criança nasceu e aquele era o tempo em que o Natal era celebrado. Era calculado assim, mas de alguma forma (a data) foi mudada, Eu não sei como, como ela mudou. E deve haver algum lugar onde vocês encontrarão que o Natal real foi mudado. ...

Agora, a consciência segue até Lakshmi; significa que vocês alcançam o dinheiro, alcançam posição para alcançar a Graça e uma vez que vocês tenham alcançado a Graça, vocês querem alcançar Deus. E este novo despertar dentro de vocês, que vocês têm que alcançar Deus agora, é o poder de Mahalakshmi. Somente pelo poder de Mahalakshmi vocês alcançam sua santidade, sua Realização. É por isso que Ela veio a esta Terra como a Mãe de Jesus Cristo. Ela era Mahalakshmi, não Lakshmi, mas Mahalakshmi.

S.S.Shri Mataji Nirmala Devi, excerto do Shri Mahalakshmi Puja, Hampstead, Londres, 9/11/80