7 de outubro de 2011

Consumo Consciente e Economia




Então, podemos ter artesanatos, porque são feitos com as mãos, então eles têm vibrações. As pessoas gostarão de usá-los. Isso é uma parte, então com isso removemos a disparidade no mundo. Os países em desenvolvimento podem fazer coisas artesanais. Vocês (ingleses) não podem ganhar deles com computadores, podem? Vão adiante, loucos com seus computadores. Vocês terão que voltar.

Vocês têm que entender o todo. Se não entenderem o todo, é isso que está acontecendo. Como loucos, vocês sabem, os computadores estão indo em frente, para frente, para frente, para onde? Para dentro do buraco! Para dentro de uma grande montanha! Criaram grandes montanhas de plástico e não sabem o que fazer com isso. Então, agora com os computadores, o que eles farão? Criarão montanhas mais altas de plástico. Talvez um Himalaia seja criado com os computadores! Então, os países em desenvolvimento não devem seguir esses povos malucos por um lado.

Eles deveriam desenvolver seu artesanato porque eles (os países desenvolvidos) terão de voltar. Os artesanatos neste país (Inglaterra) são tão importantes e tão caros. Vocês não se importam se eles são prensados (fabricados em série) ou não. Mas, na Índia temos que usar nylon, porque o nylon é um símbolo de desenvolvimento. Não de super-desenvolvimento, talvez, mas de desenvolvimento. Então, eles têm que adotar o nylon, o plástico, o aço inoxidável e o alumínio se possível. É isso que estamos fazendo.


Quando vocês têm menos coisas consumidas assim, vocês usam menos coisas de seu país. Porque com artesanatos vocês não podem continuar como loucos, como uma máquina, como um rakshasa*, comendo tudo e produzindo mais. Ela (a máquina) tem que viver dessa maneira! Isso não é econômico. Então, quando vocês têm coisas feitas à mão, valorizam mais as coisas, cuidam mais delas, sentem-se melhor, confortáveis e não precisam ser tão modernos assim, feitos à máquina. Esta idéia de modernidade está acabando.

Então, os países em desenvolvimento deveriam também aprender uma lição. Eles estão indo atrás de vocês, estão correndo rápido. Tentam correr mais rápido; não podem. Graças a Deus, não podem. Mas, eles deveriam se firmar daquele lado. Vejam, uma parte do país tem que fazer uma coisa, outra parte tem que fazer outra coisa.

Mas, vocês têm que cuidar do lado das máquinas, certo? Quero dizer, o que podem fazer à mão? Imagino que alguma coisa em cerâmica... desculpas, algumas desculpas por isso. É melhor fazerem o que conhecem melhor e deixem-lhes fazer o que sabem fazer de melhor e compartilhar. Se esse equilíbrio for estabelecido, então não haverá agressão! O desemprego pode ser resolvido. Todos os problemas podem ser resolvidos, se vocês adotarem coisas feitas à mão. Devem adotar os artesanatos tanto quanto possível.

Os Sahaja Yogis devem usar coisas feitas à mão. Eu não diria os carros, mas as coisas pessoais. Eu devo dizer, mesmo os sabonetes que vocês usam são horríveis. Os sabonetes que se consegue na Inglaterra não são feitos para suas peles, de jeito nenhum para a pele dos Sahaja Yogis. Eu não posso agüentá-los! Precisam usar sabonetes naturais, que podem obter de qualquer país que desejarem, mas sabonetes naturais, que provêm de materiais naturais.

Comida também, devem comer comida natural, mais comida natural do que artificial. Tudo isso vai lhes dar uma vida melhor e isso é chamado de “alternativo”, tudo bem. Este “alternativo” é importante, mas isso não significa que vocês tenham que andar em carro de boi. Vocês podem exportar seus trens para a Índia ou seus carros para a Índia e importarem kaadhi (tecido de algodão artesanal) deles! Tudo bem?

*Ser maléfico

S.S.Shri Mataji Nirmala Devi, trechos de "Vocês têm que melhorar a si próprios", Londres, 7/6/82. Texto original