10 de abril de 2009

Jesus em uma Forma humana como mensageiro de Deus

Ele mal tinha trinta e três anos de idade quando foi crucificado

A vida de Cristo – apenas observem. Ele mal tinha trinta e três anos de idade quando foi crucificado. Sua Mãe teve que sofrer tanto. Por quê? Por que eles O crucificaram? Porque ele estava ensinando sobre o amor. Nenhum deles gostava dessa ideia de amar uns aos outros. Como vocês podem ajudar as pessoas se não as amam? Sob quais premissas vocês ajudam os outros? Porque vocês amam, é por isso que desejam apreciar os outros e compreendê-los. Uma vez que vocês começam a amar os outros, então este mito se acaba. (S.S. Shri Mataji, Puja de Páscoa, Istambul, Turquia, 21/4/2002).

… um jovem robusto.


Cristo possui onze poderes de destruição, os mais elevados. E quando Ele vier em seu cavalo branco, simplesmente destruirá todos aqueles que negaram o Divino. Michelangelo, que era uma alma realizada, e a Capela Sistina são ótimos exemplos para entendermos o que acontecerá conosco.

Ele não demonstrou Cristo como um sujeito desprezível, apenas pele e osso, miserável, mas um jovem robusto... Se vocês virem a Capela Sistina, perceberão o que estou dizendo, que Ele está presente no Agnya – a completude da Kundalini é demonstrada. O Agnya chakra e no topo está o Reino de Deus.

Por outro lado, fiquei tão surpresa que em uma mesa havia outra figura miserável de Cristo, com todos os ossos expostos. Eu não sei por que eles queriam que Cristo tivesse aquela aparência. Ele carregava uma cruz tão grande nos ombros. Deixem que as pessoas tentem uma vez. Com aquele corpo parecendo tuberculoso, vocês acham que Ele teria levado aquela cruz adiante? Eu não sei como eles conseguem representar Deus daquele jeito. Para mim isto é, mais uma vez, uma espécie de jogo na mente de vocês. (S.S. Shri Mataji, Discurso sobre Cristo, Roma, Itália, 9/9/1983).

Ele aceitou, aceitou a morte na cruz

Agora olhem para Cristo e Sua vida. Ele não lutou contra ninguém, não discutiu com ninguém e aceitou, aceitou a morte na cruz. Ele a aceitou porque sabia que isso era para a ressurreição, não apenas Sua, mas para a ressurreição do mundo inteiro. (S.S. Shri Mataji, Puja de Páscoa, Istambul, Turquia, 22/4/2001).

Cristo não se casou

Em Sua vida, Cristo não se casou, não se casou e nunca precisou, tampouco. Ele não se casou. Numa idade muito tenra foi crucificado. Essa crucificação mostra que Ele não tinha medo da morte e que sabia que iria ressuscitar. Ele teve que atravessar isso, atravessar o Agnya Chakra. O Agnya Chakra, como vocês sabem, é muito constrito e Ele teve que atravessar esta constrição, e para isso teve que morrer. A Ele aceitou isso, aceitou com todo o coração que esta era a provação pela qual tinha que passar. (S.S. Shri Mataji, Puja de Páscoa, Turquia, 22/4/2001)

Jesus Cristo tentou despertar a Kundalini e com muita dificuldade conseguiu dar a Realização a cerca de vinte e uma pessoas

Portanto, aceitem apenas aquilo que está efetiva e materialmente presente diante de vocês. No caso de Jesus Cristo, as circunstâncias eram parecidas. Jesus Cristo tentou despertar a Kundalini e com muita dificuldade conseguiu dar a Realização a cerca de vinte e uma pessoas. Mas na Sahaja Yoga, milhares obtiveram a Realização. Cristo poderia ter dado a Realização para muitos mais, porém Seus discípulos achavam que Ele podia apenas curar pessoas doentes e que para eles não havia outra importância na Realização. (S.S. Shri Mataji, Shri Kundalini Shakti e Shri Jesus Cristo traduzido do Marathi, Índia, 1979)

Não deveria haver nenhuma orientação para o dinheiro enquanto vocês estão meditando

Cristo se vangloriava de alguma coisa? Nunca. Ele nunca se vangloriava de nada. Mas quando viu as pessoas vendendo coisas nos lugares sagrados, o que Ele fez? Ele começou a bater nelas com chibatas. Porque aquilo era errado – completamente errado contra a santidade do lugar. Mas Ele não disse, 'Eu não gosto disso', não, Ele apenas demonstrou sua completa desaprovação por todo o sistema de vender coisas no templo ou nos lugares sagrados. As pessoas vão lá para louvar. Elas precisam de uma mente que seja desprovida de orientação para o dinheiro. Não deveria haver nenhuma orientação para o dinheiro enquanto vocês estão meditando. (S.S. Shri Mataji, Puja de Páscoa, Turquia, 25/4/1999)

Quando Maria Madalena veio a Cristo, ela foi completamente transformada em uma pessoa bela e sem pecados

Como Cristo, que quando viu Maria Madalena sendo apedrejada, levantou-Se e disse 'aqueles que não cometeram nenhum pecado, podem atirar uma pedra em Mim.' Mas Ele não tinha nada a ver com a prostituição. Então as pessoas tentam confundir e chamar isso de religião. Como a nossa Igreja da Inglaterra possui [ininteligível], o qual é uma propriedade onde as prostitutas moram. E quando foram questionados, 'Por que vocês fazem isso?' eles disseram que 'nós estamos protegendo-as assim como Maria Madalena, entendem, ganhando suas vidas. Quando Maria Madalena veio a Cristo, ela foi completamente transformada em uma pessoa bela e sem pecados. Assim, deve-se entender que, nesta ascensão, você não domina os outros e nem sofre a dominação de ninguém. (S.S. Shri Mataji, Palestra sobre Cristo, Roma, Itália, 9/9/1983)

É por isso que Cristo pegou uma chibata e bateu neles

Apenas uma vez Cristo ficou com raiva – o que ele tinha o direito de fazer, quando viu as pessoas vendendo coisas no templo. É por isso que Cristo pegou uma chibata e bateu neles, naqueles que estavam vendendo coisas na igreja. (S.S. Shri Mataji, Puja de Natal, Ganapatipule, 25/12/1997)