22 de março de 2010

Celebração de Aniversário 1977

Todos os Sahaja Yogis que vieram aqui, todas as outras pessoas que se uniram a nós aqui, que estão celebrando este Meu aniversário na Terra. Eu estou muito agradecida, muito grata, e estou repleta de grande regozijo e alegria. E Minhas vibrações estão fluindo dos meus olhos como lágrimas ao ver que, nesta Kali Yuga também, há pessoas que são gratas a uma Mãe que apenas lhes dá algo abstrato conhecido como vibração. Na verdade, Eu não dou a vocês, Eu não consigo dar ou tomar, vocês ficarão surpresos. Isto é apenas emitido através de Mim. Isso é meu Swabhava (natureza inata) – isso tem que ser desta maneira, Eu não posso mudar isso. É uma essência, é a natureza. Você não consegue fazer disso algo diferente. Isso age por si mesmo; isso continua trabalhando. Está além de Mim controlar a Mim mesma por amar todos vocês. Eu não entendo como as pessoas aprendem a odiar. Eu não tenho tempo suficiente nem para amar as pessoas. Acho 24 horas muito pouco! Eu não sei como as pessoas se sentam e manipulam e pensam de uma maneira tão fria em como ser detestáveis. O ódio não tem outro poder a não ser a destruição – de vocês mesmos e dos outros.

Neste dia, Eu pediria a vocês que pensem no amor o tempo todo. O amor é todo o conhecimento. Conhecimento é todo amor. Não há nada além. Se vocês têm conhecimento, ele tem que passar no teste do amor. Se vocês conhecem uma pessoa, a lembrança (dessa pessoa) não fica em vocês pelo que vocês o conhecem externamente. Mas se vocês amam uma pessoa, então vocês a conhecem de fora a fora. Vocês a conhecem tão bem, vocês a conhecem… tudo, da maneira que é. Este é o conhecimento que nós chamamos de para (além) do conhecimento. Este é o conhecimento que nós devemos buscar. Todos estes livros estão apenas sinalizando neste sentido. Eles são os marcos que estão nos dizendo: “vão em frente, vão em frente”. Eles não resolvem o problema de entrar no reino de Deus. Eu solicito a vocês que todos deveriam vir para o estágio de compreensão do Divino dentro de vocês, do amor de Deus que está dentro de vocês, que está tentando transbordar a partir de vocês e desfrutar do senso de emitir e dar. Dar tem o maior regozijo e prazer. Não há prazer em receber. E quando você recebe isso, você começa a doar.

Vocês já ouviram… (um yogi) falando sobre como ele fez o trabalho em Rahuri (uma cidade em Maharashtra). Em Rahuri, quando Eu estava indo para a Universidade de Rahuri, as pessoas nos vilarejos próximos souberam que nosso carro iria passar por lá. Eles são pessoas simples do povo. Eles nunca leram sobre nenhuma yoga, eles não entendem nada mais sobre vibrações do que estas impressões que vocês têm. É um conhecimento subjetivo. Não tem trabalho. É uma experiência subjetiva, que vocês sentem em seus dedos, em seu ser – a alegria de Deus. E Eu estava indo, Eu senti um solavanco no carro, por que tantas pessoas estavam paradas na estrada e algumas estavam de frente para a estrada, parando o carro, e elas começaram a gritar Minha saudação. Eu fiquei atônita! Eu disse: “Como vocês souberam que Eu estava dentro deste carro?” Eles disseram, “Mataji, a Senhora nos deu vibrações. Nós soubemos que este era o carro, o que estava nos trazendo vibrações. Então, agora a Senhora tem que descer até aqui. Eu apenas desci (do carro); Eu abracei todos eles, e os nossos Sahaja yogis estavam esperando no final da estrada. Eu disse: “não importa”. Isto é o que é a Sahaja – pessoas tão amáveis E, naquele momento, Eu apenas pensei em como, uma vez com Rama, como vocês sentiram essas coisas com as pessoas, com pessoas muito simples, de coração muito simples e de shraddha (fé), como eles tiveram esses sentimentos de receber seu amor e senti-lo.

Todos precisam de amor neste mundo; vocês não podem existir sem amor. Todo o seu ser é baseado no amor. E Eu quero que todos vocês, neste país, entendam que a menos e até que haja amor em seus corações, não tentem fazer nada publicamente, por que se vocês o fizerem, vocês serão descobertos (por não ter amor) imediatamente. Todos os seres humanos entendem o que é o amor. Existem muitas coisas que estão acontecendo dentro de vocês. Há mudanças cósmicas que estão tomando lugar hoje dentro de vocês. Eu sei que isto está acontecendo. O Shri Chakra, pessoalmente, veio a esta Terra e a Satya Yuga já começou. Esta é razão pela qual vocês estão sentindo essas vibrações em seus dedos e nenhum desses gurus e rishis (sábios) e nenhuma dessas essas pessoas mencionaram essas coisas. Por que isto só é possível quando Shri Chakra é trazido (para a Terra). Ele está aqui. Vocês têm que senti-lo e entender. É para que todos vocês o aceitem, cada um com o coração aberto. Eu não quero nada de vocês. O que vocês podem me dar? Eu não quero nada, mas Eu quero que meus filhos fiquem felizes. Eu rezo por sua felicidade. Eu vivo por eles e todo o tempo, quer Eu esteja dormindo ou acordada ou num estágio intermediário, quando eles chamam o sabhranta, Eu estou com vocês. Em todos os momentos vocês estão em meu pensamento.

S.S.Shri Mataji Nirmala Devi, trechos do discurso Birthday Celebrations 1977, Mumbai

Birthday Celebrations 1977