11 de abril de 2011

O Sahasrara e o Princípio da Mãe

Hoje é um grande dia, porque o Dia do Sahasrara e o Dia das Mães aconteceram juntos. Isso é um acontecimento muito Sahaja, Eu acho. E isto é o que nós temos que compreender, como o Sahasrara e a maternidade caminham juntos.

A Sahaja Yoga é uma família muito maior e por isso você tinha que ser trabalhado através do Princípio da Mãe. Você não pode adotar nenhum outro princípio. Por exemplo, houve guerreiros muito grandiosos e eles fizeram um grande trabalho também e eles trabalharam como guerreiros. Depois, nós tivemos alguns que se sacrificaram muito. Houve todos os tipos de pessoas. Eles trabalharam muito duro para estabelecer o Dharma nas pessoas, mas eles não conseguiram. Eu pensei em uma coisa: não adianta estabelecer o Dharma; antes de mais nada, dê-lhes a Realização.

Agora, isso tem que ser realizado como uma mãe realiza. Assim, em seu próprio modo, quando você está fazendo Sahaja Yoga, ali também você tem que ser uma mãe. Ter mais qualidade materna do que qualidade paterna, de modo que não há nenhuma ambição, não há nenhuma competição, não há nenhum ciúme, nada, simplesmente você quer que seus filhos progridam e cresçam em sua espiritualidade.Se essa for a única atitude que você tiver, então você ficará surpreso como você se sentirá satisfeito, porque algo que proporciona muita, muita alegria é ver as pessoas crescendo na espiritualidade. Não somente falando sobre isso, não somente lendo sobre isso, mas realmente acontecendo, se concretizando dentro de nós.

Portanto, essa qualidade é muito útil e realmente ajuda cada Sahaja Yogi a ser paciente, a ser gentil, a ser humilde. Mas você tem que corrigir também. Mas há uma forma de correção de uma outra pessoa, de pessoas que não estão vindo do mundo Divino, mas do mundo normal. Então é uma tarefa difícil corrigi-las.

Eu acho, que é muito importante descrever a atenção da mãe: como ela é amorosa, como ela é gentil, como ela tolera tanta insensatez e como ela não deixa o filho sair de casa, como um tipo de coisa misericordiosa, não apenas para usar isso contra o filho ou para perturbar. Algumas vezes, você tem que corrigir, você tem que falar. Mas no momento certo, no lugar certo, se você falar com eles, o filho também entenderá a questão, seja qual for.

Mas a única coisa que tem funcionado é o puro amor. O puro amor não tem nenhum atributo de expectativa em relação a algo. Você simplesmente dá amor e tenta melhorar aquela pessoa, com plena atenção. Mas no trabalho Divino, você não tem que ficar apegado àquela pessoa.

Mas primeiramente vem o seu Sahasrara. Somente seu Sahasrara pode refletir a luz do Divino. Portanto, o seu Sahasrara é extremamente importante. Você deve meditar para aprimorar o seu Sahasrara, para curá-lo, para torná-lo completamente nutrido pela Kundalini. Não há nenhuma necessidade de fazer muitos rituais, exceto a meditação. E também, um pouco, dar bandhan, mesmo atualmente é necessário, Eu acho, quando você sai, porque a Kali Yuga ainda está produzindo seus próprios sofrimentos e a Satya Yuga está tentando emergir.


S.S.Shri Mataji Nirmala Devi
Sahasrara Puja
Cabella Ligure, Itália
Maio 10, 1998