23 de abril de 2011

Os Quatro Chakras
















Os Quatro Chakras Acima do Sahasrara:

"Depois de cruzar o sexto centro, Agnya Chakra, a atenção dos alunos (Sahaja Yogis) entra na área límbica conhecida como Sahasrara. Quando esta área é atravessada no topo da cabeça (Brahmarandra) o grau de pós-graduação também é concedido ao estudante por Shri Ganesha. Esta é a Realização do Si.

A entrada para o inconsciente nos graus mais altos também têm de ser certificada por Shri Ganesha. Embora a pós-graduação seja concedida pela Adi Shakti, a Mãe Primordial, Shri Ganesha tem que abençoar o aluno . No topo da personalidade humana está a sede de Sadashiva e a grande e adorável criança Shri Ganesha senta no colo Dele. Ele está sempre entregue no local mais cobiçado dos pés de Seus pais.

Acima da sede de Sadashiva na cabeça de Shiva, Ele dá forma à lua crescente como Ardha Bindu, a partir do qual Pranava flui para todos os lados (Amruta Dayini). Na fase de Bindu (ponto), Ele se tornou absolutamente sutil, de modo que Ele entra no ponto que é absolutamente sutil, que não tem comprimento ou largura, como a densidade total da própria consciência concentrada . Por fim, Ele é a linha circular que limita o poder do Adi Shakti como Valaya ou estado completo (Poorna Stithi) ".


Depois que o seu Sahasrara se abriu:


"Deus criou catorze níveis dentro de nós. Se você simplesmente contá-los, então você sabe que existem sete chakras dentro de nós. Além destes, existem dois chakras mais, sobre os quais você não fala muito. Eles são o Chakra da Lua (Lalita) e o Chakra do Sol (Shri). Depois, há o Chakra "Hamsa". Assim, há mais três. Três mais sete fazem dez. Depois, há quatro chakras acima do Sahasrara e sobre estes chakras também Eu disse a vocês;.... Ardhabindu , Bindu, Valaya e Pradakshina. Estes são os quatro. Depois de vir à Sahaja Yoga e depois que seu Sahasrara se abriu, você teve de passar por estes quatro chacras:. Ardha-Bindu, Bindu, Valayaand, Pradakshina. Apenas depois de passar por estes quatro chakras podemos dizer que você se tornou um Sahaja Yogi ".

S.S.Shri Mataji Nirmala Devi, Dia do Sahasrara, 05/05/1983, Bombaim,Índia
Fonte :nirmalvidya.blogspot.com
 

Terceira Fase da Criação:

A completa autoridade do Deus Pai agora desce para a Deusa Mãe, que, por sua vez, expressa a reverência completa ao Seu Senhor. Então, na terceira fase da criação, como Bindu, Ela se move em torno do centro, num trajeto parabólico (Pinda pradakshina). Esse movimento reflete a obediência da Mãe ao Pai em completa reverência e, por isso, Ela expressa a entrega amorosa de Sua identidade inteira. É como se a Mãe se tornasse a guirlanda que está adornando o Seu Mestre e Senhor. A relação entre as duas identidades divinas é de um amoroso Pai Primordial que concede todos os poderes Dele à sua querida esposa, a Mãe Primordial. Ela, em troca, expressa a entrega completa ao Seu Senhor.

A adoração mútua entre Eles é a fonte da Alegria Divina expressa pela parábola. A parábola expressa também seu poder de Amor Divino e representa o amor de Mãe para Sua criação. Curiosamente, a forma de uma chama que queima e também da aura humana é também a de uma parábola, e um ovo é também a forma parabólica.

A formação do ovo, como parabólica da criação é chamado de Pinda. Em um ovo comum, existem dois componentes: a gema que é o núcleo, e a clara que é a sua energia; e depósitos de cálcio protoplasmáticos como escudo de todos os lados do ovo. Exatamente da mesma maneira, a Adi Shakti forma a casca da criação em uma onda parabólica.

O movimento parabólico da Mãe Primordial é o primeiro movimento da Força Primordial, e é o símbolo da Adi Shakti. Sendo a primeira expressão da força viva do Amor da Mãe Primordial, este movimento parabólico primordial é conhecido como Adi Gati. Daí tudo o que é criado fundamentalmente se move em um caminho parabólico. Às vezes, a parábola toma formas diferentes, e isso será analisado posteriormente.

A menor distância que um ponto tem que ir para movimentar um outro ponto e voltar para a mesma posição de onde começou , tem que ser um trajeto parabólico. O poder divino se move da mesma maneira, mesmo na sua manifestação abstrata do nosso ser:

* Quando amamos alguém, as ondas do amor vão ao redor dessa pessoa e voltam a nós em uma parábola trazendo a felicidade do amor de volta para nós,
* Quando odiamos alguém também, no entanto, as ondas de ódio da mesma forma vão ao redor da pessoa e voltam para nós, como sentimentos de ódio.

O estado do Zygoto Primordial (Adi Pinda) é de um núcleo rodeado por uma parábola. Em biologia, um zigoto é um estado onde o esperma do macho entrou no óvulo da fêmea e o fertilizou. O óvulo fertilizado se torna capaz de sustentar a vida. O Zygoto Primordial (Adi Pinda) é formado pela identificação do macho e fêmea do nosso Divino Pai e Mãe Divina e este estado fertilizado (Linga) representa a célula viva primordial da criação. Agora podemos entender a real importância da adoração do Shiva Linga pelos hindus, que representa os nossos Pais Primordiais.

S.S.Shri Mataji Nirmala Devi (1982)