8 de novembro de 2011

Cultura Sahaja



Trechos do discurso proferido em New Jersey Ashram, 26.10.1985 - EUA
Assista o vídeo legendado  aqui : 1h17min

Relógio :
"Então, quando estão muito amarrados ao seu relógio, significa que não estão amarrados ao seu Espírito. Portanto, se um Sahaja Yogi fica vendo o relógio, então ele não é um Sahaja Yogi. Mas, por outro lado, pode ser que os Sahaja Yogis nunca estejam na hora certa onde deveriam estar. Isso é muito comum na Inglaterra. Eu sempre chego primeiro para abrir a porta. E, às vezes, também para limpar". S.S.Shri Mataji Nirmala Devi

Hoje Eu estava pensando em lhes falar sobre a Cultura Sahaja.
Agora, nós formamos o Dharma, Vishwa Dharma, mas tem que haver uma cultura. Até agora, em todas as religiões não há uma combinação entre religião e cultura, nenhuma religião tem essa combinação.

Cultura do Espírito não muda:
Portanto, quando falamos da Cultura Sahaja, essa é a cultura do Espírito.
Agora, o que é uma cultura? Em primeiro lugar, vejamos o que é uma cultura. Cultura é um padrão de comportamento que temos com os outros, um padrão comum de comportamento que nós devemos ter para com os outros.

Qualquer cultura semelhante torna-se artificial, não é espontânea, não vem da realidade. Não tem sentido, às vezes é inútil, absolutamente inútil se prender a certas culturas. A Cultura do Espírito não muda. É universal e está acima de qualquer outra cultura. Além disso, ela integra todas as essências de todas as culturas.

Ela emana do Espírito. Agora, o Espírito tem dois lados. Um lado que você vê e um outro lado que você não vê, como a Lua. O lado que você vê é o externo, com as outras pessoas, os outros Sahaja Yogis, outras pessoas, outras sociedades, que, absolutamente, não são vocês mesmos. O outro lado que você não vê é o relacionamento com Deus Todo Poderoso, o relacionamento com sua Mãe. Se esse lado não estiver bem, o lado externo do comportamento pode tornar-se artificial, desonesto e não-Sahaja. Portanto, a Cultura Sahaja é o contrário de qualquer outra cultura. Para conhecer qualquer outra cultura, o que devemos fazer? Observamos como eles falam, qual é a língua deles, como eles conversam, como se comportam, captamos todas as coisas externas.
Cultura do Espírito e culturas artificiais :
...e o relacionamento entre sua Mãe e Deus Todo Poderoso tem que ser absolutamente perfeito. Assim não haverá nenhum problema. Mas se esse relacionamento não estiver correto, vocês não podem ter uma Cultura Sahaja artificial. Tenham certeza disso. Cultura Sahaja artificial não é correta. Eu diria que a Índia tem na sua base a cultura do Espírito. A Índia a tem. Porque, na Índia, por tradições e tradições, as pessoas têm buscado a verdade durante eras. Devido a muitos santos, eles são dotados espiritualmente. Eles são especialmente abençoados porque eles têm sido buscadores, não de coisas materiais, mas do Espírito. Especialmente em Maharashtra, poderíamos dizer, porque a Kundalini está lá como um ímã. As pessoas são atraídas, porque Shri Ganesha, por ser o ímã, as atrai para Deus e para o Espírito. Eles formam um padrão, mas também há muitas artificialidades se desenvolvendo. Temos que admitir que há muita, muita artificialidade, falsidade e absurdos se desenvolvendo nisso. Isso porque a religião caiu nas mãos de..., a religião espiritual caiu nas mãos de (pessoas) grosseiras, horríveis, chamados bhramins, que não eram almas realizadas. Assim, toda a cultura tornou-se tão absurda que, às vezes, você não sabe para onde olhar.

Cultura do Espírito é a meditação :
Mas, para termos a cultura, em primeiro lugar, ela tem que ser desenvolvida através da meditação, encarando a si mesmo. Antes de tudo, você tem que se encarar. Como você se sente perante sua Mãe e Deus Todo Poderoso? Antes de tudo, o quanto vocês têm tomado liberdade com sua Mãe? O quanto vocês deixam de valorizar, de dar o devido valor à sua Mãe? Ela é Mahamaya.

 O outro lado é a completa indiferença para com a sua Mãe. Isso tem que ser entendido através de seu coração. Vocês não têm que falar Comigo. Eu sei quais corações estão pulsando. Talvez Eu seja a única pessoa que realmente sabe quem vocês são. Vocês podem não conhecer a si mesmos. Eu posso não dizer, mas Eu os conheço em todos os detalhes e, a partir disso, Eu posso dizer um pouco, pois sou muito gentil para dizer as coisas, por causa, novamente, da Cultura Sahaja.


Cultura Sahaja é ouvir :
Por causa da Cultura Sahaja, Eu não posso dizer tudo em sua face. Eu estou corrigindo, tentando corrigir, se não for possível, então Eu lhes digo. Então, nisso, vocês têm que observar o quanto vocês Me veneram. Algumas pessoas, embora passem mais tempo Comigo, fiquem Comigo, queiram estar Comigo, é somente nesses momentos que elas se sentem entregues. Então, não deve haver confusão nisso: se alguém está passando mais tempo Comigo, vocês não devem se condenar por isso. Está tudo bem. Mas, até que ponto vocês estão entregues é o que é relevante.
Agora, se vocês são entregues, como vêem a entrega numa pessoa? Vejam, tem um lado e o outro lado é a expressão. Digamos, alguém que é entregue não fala muito Comigo, não fala, ouve, não fala. Isto é o bom senso: ouvir. Mesmo as pessoas que são muito boas, Eu tenho visto que, quando estou falando, elas colocam as suas palavras no meio. Pessoas que são muito boas, Eu diria. Então, a entrega não está completa.

Agitação :
O Espírito jamais se chateia, jamais fica nervoso, jamais se apressa e jamais é o que vocês chamam pessoa do tipo "vamos, vamos".
A questão toda é essa agitação e todas essas coisas que nos acontecem, porque estamos voltados para o exterior. Mas, se vocês são unos com o Espírito, vocês são absolutamente calmos, completamente calmos.

... não há nada com que se preocupar. Agora, no momento presente, o que estamos fazendo? De uma forma muito calma, testemunhe. Testemunhe a si próprio agora. Testemunhe a si próprio. “Onde minha mente está indo?” Alguém que tem que cozinhar deve estar pensando: “eu tenho que ter isto e aquilo.” Uma vez que comecem a dizer: “Eu tenho que fazer isto”, nunca serão capazes de fazê-lo bem. Mas, se disserem: “tudo bem, agora vou estar apenas em meditação”. A todo momento, “eu estou em meditação.” Tudo virá a você, mesmo coisas materiais. E vocês conseguirão as coisas certas nos lugares certos. Encontrarão as pessoas certas nos lugares certos.

Relógio :
Então, quando estão muito amarrados ao seu relógio, significa que não estão amarrados ao seu Espírito. Portanto, se um Sahaja Yogi fica vendo o relógio, então ele não é um Sahaja Yogi. Mas, por outro lado, pode ser que os Sahaja Yogis nunca estejam na hora certa onde deveriam estar. Isso é muito comum na Inglaterra. Eu sempre chego primeiro para abrir a porta. E, às vezes, também para limpar.

Então, isso é não dar o devido valor às coisas, como vocês dizem, não dar o devido valor. Essa não é a maneira como a Sahaja Yoga é. Vocês têm que estar alertas, alertas, completamente alertas. Se vocês estão alertas, imediatamente saberão: “eu tenho que ir agora neste momento, eu tenho que fazer isto, eu tenho que conseguir isto agora.” Se perderem algo, supõe-se que era para perdê-lo.  Vocês sabem que o Divino está fazendo tudo por vocês. Quando se espera que tenham alguma outra coisa, é melhor que o recebam. Mesmo por engano. Se Eu ponho Minha mão sobre alguma coisa, como um livro ou algo assim, imediatamente Eu o abrirei e verei porque este livro veio à Minha atenção, porque essa pessoa veio à Minha atenção, porque isso está acontecendo. E, imediatamente, Eu descubro que existe alguma conexão, algo tem que ser feito, algo tem que ser dito, algo tem que ser realizado.

Relaxado não é letárgico :
Portanto, uma pessoa que absorveu a Cultura do Espírito, a Cultura Sahaja, impressiona os outros com sua atitude calma e relaxada. “Estar relaxado” não significa, de forma alguma, letargia. Não significa letargia. Letargia é o oposto de “estar relaxado”. Uma pessoa que está relaxada não pode se tornar letárgica. “Estar relaxado” significa uma pessoa alerta e calma. Essas duas coisas para os seres humanos é uma impossibilidade, porque se eles estão alertas, eles não estão calmos. Se eles estão infelizes, tristes, então eles pensam que estão muito, muito calmos. Então, isto é algo que tem que ser lembrado: vocês têm que testemunhar a si mesmos todo o tempo. Não se condenar, mas testemunhar a si próprios. Agora, Eu disse a palavra “testemunha” significando “desapegado”.

Personalidade inspirada :
Vocês agora são o Espírito, vocês não são mais seres humanos comuns. Portanto, vocês não têm que se condenar ou se depreciar ou, de alguma forma, se sentirem infelizes. Nada disso, passado é passado. O que aconteceu no momento anterior acabou. “Agora, eu vou me elevar. Agora eu vou me elevar”.

Assim, a pessoa que tem a Cultura Sahaja não é somente espontânea, mas é inspirada, é uma personalidade inspirada. Uma pessoa que é deste tipo, um visionário inspirado, as outras pessoas ficam impressionadas com ela: “Vejam, existe um homem inspirado, que fala de uma forma inspirada, de uma forma bem diferente dos outros”.

Salokia, samipya e samidhya :
Quando se trata de se relacionar com os outros, primeiro e acima de tudo vêm os Sahaja Yogis. Porém, Eu tenho visto que a maior parte das pessoas são mais agradáveis com os outros e menos agradáveis com os Sahaja Yogis. Elas tentam criticar os Sahaja Yogis o tempo todo e Eu as testo. Eu, às vezes, digo: “Eu não acho que esta pessoa é muito boa”. Mas quando a outra pessoa mostra compaixão e diz: “Não Mãe, eu acho que dará certo”, então Eu gosto disso. Eu gosto disso. Outras vezes, Eu digo: “Oh! Deixe-os ir, não haveria mais nenhuma comida para eles, tudo bem”. “Não, Mãe, nós fizemos comida para eles”. Assim, a Cultura Sahaja é dar, dar e dar e nunca pedir uma recompensa. Nunca pensar: “O que eu tenho a ganhar?” Afinal, vocês ganharam o mais elevado que ninguém poderia obter. Eles dizem que as três elevações que um ser humano pode alcançar na espiritualidade, as quais vocês conseguiram de uma forma rápida, são chamadas: salokia, samipya e samidhya. Salokya é vocês serem capazes de ver Deus, vocês o obtiveram. Samipya é a proximidade com Deus. Samidya é o..., Ha (Sim), junto, estar junto. Vocês obtiveram essas três coisas. Em uma encarnação, vocês obtiveram isso.


A matéria e a cultura Sahaja :
A matéria tem apenas um valor que é poder comunicar a sua Cultura Sahaja. Vejam, são pequenas coisas! Eu vejo que vocês conseguiram algo bonito e, com a Minha Mahamaya atuando em Mim, Eu digo: “Oh! Isto é muito bonito!” E então eles dizem: “Mãe, a Senhora nos deu isso.” (Eu digo:) “Oh! Desculpem.” E Me sinto muito envergonhada. Vejam, isso não é Cultura Sahaja. Mas a felicidade é tanta que não Me contenho e digo: “Isto é tão belo”. “Mãe, a Senhora nos deu isso”. Todo o relacionamento e todo o sentimento, Eu me sentindo um pouco constrangida por isso, é tudo tão belo, tão dramático, tão dramático, isso é tão poético! Somente nesse ponto, Eu Me sinto envergonhada. É claro que para serem seres humanos, vocês, às vezes, devem se sentir envergonhados. Do contrário, o drama não estaria completo. Assim, tudo é tão bonito e tão alegre. Esta gentileza em relação aos outros e a vocês mesmos deve existir.


Cara séria não é Sahaja:
Agora, se vocês se tornarem infelizes e sérios, vocês serão muito indelicados com vocês mesmos e com os outros. Qualquer um que seja sério, de cara séria, saibam que ele não é, de forma alguma, um Sahaja Yogi. Eles deveriam estar radiante de alegria e regozijo todo o tempo. Eu não consigo ficar séria, Eu acho, por mais de cinco segundos. Eu não sei, Eu tento porque as palestras devem ser sérias para penetrar no coração das pessoas. Mas não é assim e vocês podem ver que mesmo quando Eu estou ficando zangada, Meus olhos Me traem. Há um brilho de riso nos olhos. É assim que as pessoas deveriam ser e não se preocupar com que os outros têm a dizer. Vejam, a cultura onde as pessoas são melancólicas assim é a mesma cultura onde as pessoas são frívolas.


Encarar e Agir sobre isso :
Uma pessoa que está na Cultura Sahaja deve passar esta mensagem para os outros. As pessoas devem ver: “Oh! Este é o homem. Ele é aquele da Sahaja.” Vocês podem ver isso claramente. Não há seriedade, não há infelicidade, nada. Suponham que Eu tenha dito algo que os chateou, esqueçam isso! Se vocês não conseguem esquecer, então vocês não Me escutaram. Porém “esquecer” não significada que não devam agir sobre isso. “Agir sobre isso” significa que encarem a si mesmos e vejam como vocês têm se elevado e o quão longe devem ir, não como irão cair. Assim, isso está atuando o tempo todo em ambos os lados, como Eu lhes estou dizendo na Minha palestra: por um lado, vocês observarão por si mesmos como é o relacionamento Comigo e com os outros.
...
Corrigir os outros absorvendo dentro de si :
Na Sahaja Yoga é a mesma coisa. Ao invés dos Sahaja Yogis corrigirem os outros, eles se contaminam. É por isso que Eu disse: “Não recebam ninguém no Ashram.” Porque vocês ficam envolvidos. Vocês não tentam corrigir a pessoa de forma que possam corrigir isso dentro de vocês, absorvendo isso dentro de vocês como a sua Mãe faz e a corrigindo. Eu faço isso para milhares e milhares, vocês têm que fazer isso para um ou dois e, então, nunca serão incomodados. E é assim que vocês se tornam fortes.

Da mesma forma que vocês têm que estabelecer Shri Ganesha, vocês têm que também estabelecer Bhairava. E, no lado direito, Hanumana. Se vocês estabelecerem essas três divindades dentro de vocês, nada, nada na Terra pode bloqueá-los. Vocês irão se bloquear por algum tempo. Mas o que Eu descobri agora que cheguei neste Ashram?O Nabhi Esquerdo de todo mundo está bloqueado. O Agnya Esquerdo de todo mundo está bloqueado.

Cultura Sahaja é o culto da Mãe :
Assim, o seu relacionamento Comigo atua como a sua cultura. É o culto da Mãe, vocês podem chamar assim, a Cultura da Mãe. Como nós estamos conectados com a nossa Mãe? Eu tenho visto pessoas que se alguém é rude com elas, elas ficam muito zangadas. Mas, se alguém é rude Comigo, elas não ficam zangadas. Deveria ser o contrário!
...
Benefício :
Esse relacionamento é para o seu próprio benefício. Supondo que você encontre petróleo, é para o seu benefício ou para o benefício do petróleo? Se você chegar à Fonte, é para a Fonte ganhar algo ou é para você ganhar algo? Lógica, lógica simples. Assim, nesta cultura, vocês realmente prosperam e se tornam pessoas extremamente felizes, pessoas alegres. E a expressão de tal pessoa é tão diferente, porque tal pessoa, como Eu lhes disse, se eleva acima e observa os problemas dos outros, a decadência da sociedade, vê todos os problemas do mundo. Não somente isso, mas conhece as soluções. Nós não somos como estas pessoas comuns que são racistas, estas outras doenças, Eu não sei quais tipos de doenças elas têm, Eu também esqueço. Racismo é outra coisa estúpida sem sentido, vocês sabem. O que é o racismo? Deus fez alguns desta cor, outros daquela cor. E esses mesmos racistas estão tentando bronzear os seus rostos.

Assim, nessa nossa cultura, nós não estamos preocupados com coisas superficiais. O que nós estamos preocupados é com nossa limpeza interna, beleza interna, mas isso não significa que devam sair como pessoas primitivas. Não! Mas, se existe beleza interior, então a beleza exterior aparece. Vocês nunca Me encontrarão vestida de forma indecorosa. Vocês nunca Me encontrarão sem um sari, mesmo quando Eu durmo, Eu uso um sari, porque também à noite Eu tenho que trabalhar. Como Eu posso ir de robe para o outro mundo? Assim, uma pessoa que é um Sahaja Yogi tem que ser extremamente asseada e limpa, mas não para dizer aos outros, mas para si mesmo ou para si mesma. Essa é uma das coisas muito importantes, porque se não, os outros o verão como lunático. Quem vai acreditar em vocês? Então, este efeito vem da Mãe, vocês recebem da Fonte, para que? Para ser esta qualidade iluminada em você, para que os outros o vejam como alguém grandioso e o adorem, o venerem.

Olhos firmes e puros :
Na Cultura da Sahaja Yoga, nós temos uma completa assimilação, borbulhando em nossos nervos, do senso de castidade. Isso é uma obrigação, quer vocês gostem ou não! Não deve haver nenhuma má intenção com outra pessoa de relacionamentos que não sejam puros. Relacionamentos completamente puros, olhos puros sem qualquer adultério, Eu chamaria, adulteração. Olhos limpos são a base da Sahaja Yoga. Olhos firmes e puros, porque seus olhos são muito poderosos. Vocês não sabem o quanto eles são poderosos.

A atenção :
Então, para fazê-los assim, para praticar, mova a sua atenção para dentro e em direção ao Sahasrara. Vocês podem. Com os seus olhos, vocês absorvem. Mesmo olhando para Mim com shraddha, com a alegria, vocês absorvem Minha imagem dentro de vocês. Coloquem Minha imagem no seu Sahasrara, coloquem-na no seu coração, vocês podem fazer isso, isso é algo que dá muita alegria. Quando vocês colocam a Minha imagem no Sahasrara, vocês obtêm o conhecimento. Quando a colocam em seu coração, vocês obtêm a alegria e quando a colocam em seu fígado, vocês obtêm o poder da ação.

Também através da fotografia, vocês podem fazer isso, absorvam, movam-Na. Mas, isso é mostrado pela maneira como vocês se comportam com os outros, completamente confiantes, gentis e sem arrogância. Sem o pescoço para cima assim ou assim, mas no centro, de uma forma muito digna.

Portanto, na Cultura Sahaja, porque o Espírito é a dignidade, é a majestade, é a glória de Deus, vocês devem julgar a si mesmos: “Eu disse algo que desrespeita o meu Espírito? Eu fiz algo que não é glorioso?”.

Poder, dinheiro e romantismo :
Assim, vocês têm que entender que, quando vocês são uma personalidade Sahaja, vocês têm a sua própria dignidade.  Assim, a dignidade vem, como vocês podem ver sua Mãe, o que quer que me dêem no Puja, Eu aceito. Tudo bem, mas de outra forma, vocês não podem Me dar nada mais. Se vocês Me derem, de alguma forma Eu retribuo. De alguma forma, Eu retribuirei o que Me deram. Uma pessoa que é voltada para o dinheiro não pode ter dignidade, porque a vemos como um mendigo.
Vejam, se a orientação pelo dinheiro é excessiva, a pessoa cai no nível em que não pode haver dignidade, vocês podem ver isso. Um homem que é orientado pelo poder é um idiota. Ele parece um idiota. Nós não podemos nos tornar idiotas. Então, não podemos ser orientados pelo poder.  Aquele que é um tipo romântico ou orientado pelo amor é um camarada estúpido. Ele se comporta como uma pessoa estúpida.  Si (self) é o seu Espírito. O respeito ao Espírito deve lhes dar dignidade.


A Cultura Sahaja é a Natureza Sahaja :
Automaticamente você fará isso. Você conversará dessa maneira, você falará dessa maneira, você viverá dessa maneira.  Se forem sensíveis o suficiente, elas sabem que sou especial. Através de Minha fotografia, a maneira como Eu sento, a maneira como Eu falo, imediatamente todo mundo pergunta. Outro dia, Eu fui a uma reunião com o Meu marido e todo mundo estava perguntando: “Quem é aquela Senhora? Quem é aquela Senhora?” Há alguma coisa na personalidade. Eu falo com todo mundo delicadamente, Eu sou muito doce. Nós não podemos ser submissos, nem escravizar ninguém. Nós temos que tratar com carinho, mesmo os seres humanos, nós temos que tratar com carinho, porque nós somos eles. Não desprezem ninguém, não riam de ninguém.

Na Cultura Sahaja, vocês têm que ser hábeis. A habilidade vem de sua lealdade à sua Mãe. Habilidade, todos vocês devem ser hábeis. E quem lhes dará o certificado será somente a sua Mãe. Quem mais? Eu posso não dizer, mas o seu Espírito irá dizer e não o seu ego.


Casamentos :
Agora, sobre casamento. O que iremos alcançar com o casamento? Uma família, uma casa, todo mundo tem. Até mesmo um burro tem isso! O que é tão grandioso? Nós iremos alcançar uma unidade familiar onde as almas realizadas vão nascer, nós iremos cuidar delas da forma apropriada e, então, nós iremos emitir essa unidade no mundo, como um conjunto de diamantes brilhantes em um belo cenário de uma família, dando luz para o mundo inteiro.

Assim, a vida de uma pessoa não deve ser sem sentido e a fala não deve ser sem sentido. E todo momento deve ser preenchido com as conquistas de suas visões e sonhos, vagarosamente e firmemente, o que não é de forma alguma difícil. Se vocês puderem se livrar do ego e do superego, está acabado, isso é tudo, simples assim!

Possa Deus abençoar todos vocês.