14 de novembro de 2011

A Situação da Mulher, Pequim 1995




Quarta Conferência Mundial de Mulheres
Pequim, 13 de setembro de 1995
Discurso da Dra.(Sra.) Nirmala Srivastava,S.S.Shri Mataji Nirmala Devi

Irmãos e Irmãs do Mundo,

É uma grande honra para mim falar sobre problemas globais enfrentados pelas mulheres diante dessa distinta assembléia. Antes de tudo, eu gostaria de oferecer minha profunda gratidão ao governo e ao povo de nosso país anfitrião. a República Popular da China. Eu tive o privilégio de visitar a China previamente em duas ocasiões e sou uma grande admiradora da sabedoria e cultura desta grande nação.


Esta é, além de minha imaginação, a mais gloriosa época da história do mundo, por estarmos nesse momento tão conscientes dos problemas das mulheres. As mulheres em geral tem sofrido através dos tempos por não termos nos conscientizado a respeito de sua importância e de seu adequado papel na sociedade humana. A própria Sociedade, que é sua criação, tenta controlar e desvalorizar a feminilidade. No Leste, podemos dizer que, em virtude da influencia dos fundamentalistas, as mulheres tem sofrido uma grande pressão, e sua moralidade é baseada no medo e não na liberdade. No Ocidente, elas lutaram por sua liberdade, mas alcançaram uma liberdade espúria. As mulheres ocidentais tem a liberdade de abandonar todos os valores morais e sociais. Assim, no Oriente, podemos dizer que a maioria das mulheres são tímidas, oprimidas e sem liberdade de expressão, enquanto no Ocidente, segundo percebemos, a maioria das mulheres foram reduzidas a símbolos sexuais. Elas gostam de expor seus corpos; estão ansiosas por aparecerem em anúncios de moda e de popularidade barata. Muitas delas aceitaram essa posição por não poderem sobreviver de outra maneira, naquele caótico mundo ocidental. O que a maioria das mulheres orientais consideram  como muito humilhante e degradante, é considerado como algo glorioso no Ocidente.


Eu conheci os dois mundos de maneira bastante profunda, e penso que, a menos e até que seja levada uma nova cultura, através da qual as mulheres orientais e ocidentais possam elevar seu nível de autoestima e se expressarem de modo a criarem elevados padrões morais para a sua sociedade, nem as mulheres orientais nem as ocidentais alcançarão o pleno potencial de sua característica feminina. Esta característica é que, se as mulheres são respeitadas por sua feminilidade, compreendem do que são capazes e como elas podem crescer em poder através da necessária educação, toda a segurança será a elas garantida e elas, por sua vez, assegurarão a segurança da sociedade.

Todos os fundamentalistas que falam de religião esperam que as mulheres sejam absolutamente morais, enquanto os homens podem fazer o que quiserem. Eu penso que devemos educar mais os homens que as mulheres.

Eu devo admitir que não é difícil angariar dinheiro para as mulheres pobres dos países em desenvolvimento e ajudá-los a saírem de sua pobreza, mas, infelizmente, meu conhecimento é de que o dinheiro arrecadado pode não chegar às mulheres pobres, mas acabar nos bolsos de ministros corruptos, burocratas e outras pessoas encarregadas, indo, finalmente para algumas contas em bancos suíços.

Eu não desejo criticar nenhuma organização da ONU, porque eu sei que eles são muito honestos em seus propósitos, mas eles devem tomar conhecimento do que acontece “debaixo dos panos”. Nós, na Índia, temos dois grandes estados chamados Uttar Pradesh e Bihar, os quais são muito ajudados pela UNICEF, assim como pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A UNICEF iniciou um projeto chamado Angan, que significa quintal, através do qual as crianças deveriam receber criação e educação adequada. Esse projeto não está funcionando para as crianças, mas todo o dinheiro vai para os bolsos das pessoas corruptas que nele trabalham e as crianças não recebem sequer dois por cento dos recursos a elas destinados. A mesma coisa com a OMS, que envia medicamentos e equipamentos para a Índia. Esses medicamentos são vendidos no mercado e usado totalmente pelos funcionários que os recebem para sua própria renda. O mesmo ocorre com os equipamentos. Assim, os pobres nunca são beneficiados e permanecem sem qualquer ajuda. Todo esse dinheiro é chamado de “dinheiro sujo”, mas vai para os limpos bancos suíços. Uma grande parte dos empréstimos que o Banco Mundial dá aos países em desenvolvimento é, também, canalizado para as contas pessoais mantidas por oficiais corruptos nos bancos suíços. Desta forma, as nações em desenvolvimento estão endividadas com o Banco Mundial, mas não tem dinheiro. O dinheiro está nos bancos suíços. Assim, eu gostaria de solicitar às Nações Unidas que apurem isto junto aos bancos suíços e peçam-lhes que devolvam o dinheiro neles depositados pelas pessoas corruptas à ONU, a fim de que esses recursos possam ser utilizados pela ONU para a educação de mulheres e outros propósitos sociais, como também para distribuição às pessoas pobres, sob severa supervisão. Deve-se montar uma muito boa rede de pessoas, especialmente mulheres, que estejam envolvidas e sejam honestas, compassivas e que gostariam de ver esse dinheiro produzindo os melhores frutos, ajudando as mulheres a alcançar a igualdade social. O principal trabalho das mulheres é criar uma boa sociedade.

Imoralidade e corrupção são dois horríveis monstros que estão destruindo nossa sociedade. Eu responsabilizo as mães dessas pessoas corruptas e amorais porque elas falharam como mães para suas crianças. A educação amorosa da mãe é a primeira e mais importante influência na formação das crianças em ótimos cidadãos. As mães que nunca tentaram orientar, com interesse e amor, ou as esposas ou filhas que estão caindo no medo dos homens ou na cultura destrutiva, não cumpriram seu dever como membros integrais da família para fortalecer a fibra dos homens. É importante, também, verificarmos como as crianças são tratadas nessas duas culturas, do Oriente e do Ocidente. O que vemos no Oriente, é que as crianças ouvem suas mães, se elas não estão sob a cultura fundamentalista. Esta cultura relega a mulher à condição de um ser humano de nível inferior, dominada pelos homens e pelas crianças. No Ocidente também ocorre o mesmo. As crianças não respeitam suas mães, nem as escutam. Eu penso que isto é porque, em geral, as mulheres ocidentais passam mais tempo cuidando de seu corpo e aparência do que cuidando e amando suas crianças. A ligação entre a mãe e a criança se enfraquece e se rompe. É por esta razão que muitas crianças se tornam meninos de rua. Afortunadamente, há, ainda, muitas famílias no Oriente e algumas no Ocidente, que desafiam profundamente as tendências corruptas atuais e cuidam e educam seus filhos adequadamente.

Mas, ainda, devo dizer que as crianças do Oriente não estão tão estragadas como as do Ocidente. A razão, também, é que no Oriente, há muitas pessoas que não aderiram à cultura fundamentalista ou à cultura ocidental e tem uma boa sociedade, produzindo crianças excepcionalmente boas, embora esse número não seja muito grande. Mas, qualquer que seja a cultura por eles herdada, há muito tempo, tradicionalmente, ela está inculcada neles e para eles o sistema de valores morais é o mais importante, mais do que dinheiro ou poder.

O Ocidente está, agora, cheio de problemas. Apesar de terem dinheiro, eles não possuem paz interior ou exterior.

A verdade é que as mulheres são o poder potencial de toda civilização e todo país. É evidente que as mulheres são as criadoras e preservadoras da Humanidade. Este é o papel a elas reservado por Deus Todo Poderoso. As sementes não podem criar nada por si mesmas. É a Mãe Terra que provê as flores e os frutos e outras generosidades. Similarmente, é a mulher que cria a criança, que nutre o bebê e eventualmente, cria o cidadão de amanhã. As mulheres devem, assim, igualarem-se à Mãe-Terra como o edifício de toda a Humanidade. Infelizmente, os homens usaram sua força muscular para ganhar uma posição dominadora frente à mulher. Eles  não reconheceram que as mulheres são complementares e iguais, mas não são parceiros similares nos desafios humanos. Uma sociedade que não reconhece esta verdade fundamental e não dá à mulher seu papel de direito, não é uma sociedade civilizada. Em meu próprio país, existe um ditado  sânscrito: Yatra narya pujyante tatra ramante devata, que significa que “onde as mulheres são respeitadas e respeitáveis, ali residem os Deuses de nosso bem estar”.

Assim, cabe a nós compreender o valor desse grande poder que nos foi dado pelo Criador. Mas o que encontramos? Seja no Ocidente ou no Oriente, as mulheres não conseguiram manifestar totalmente sua grandiosidade. Eu não estou sugerindo de forma nenhuma, que o único papel das mulheres na sociedade humana seja o de Mãe, a procriadora e preservadora das crianças, ou de esposa ou irmã. As mulheres tem o direito absoluto a participar como parceiros iguais  em todo aspecto da vida; social, cultural, educacional, político, econômico, administrativo e os demais. Para se prepararem para atuarem em todas as áreas, elas devem ter acesso à educação em todos os ramos do conhecimento. Mas, caso elas sejam mães, elas possuem uma grande responsabilidade perante suas crianças e perante a sociedade. Os homens são responsáveis pela política e pela economia de um país, mas as mulheres são responsáveis pela sociedade. As mulheres podem apoiar os homens ou assumir um papel de liderança, é claro, em qualquer posição. Mas é muito importante que não esqueçam que elas são mulheres que devem manifestar profundo interesse e amor maternal. Se elas se tornarem masculinizadas e agressivas, o equilíbrio da sociedade não pode ser mantido.

Ao mesmo tempo, eu devo afirmar que, enquanto nós pedimos os direitos das mulheres, devemos, também, enfatizar os deveres fundamentais das mulheres perante a sociedade humana. As mulheres ocidentais ou aquelas que foram educadas no Ocidente, foram ao extremo oposto quando assumindo um papel político, econômico ou administrativo. Para competirem com os homens, elas se tornaram muito egoístas, egocêntricas e ambiciosas. Elas não possuem mais sua suavidade e as qualidades agradáveis que mantém o equilíbrio. Ao contrário, elas se tornaram pessoas dominadoras, buscadoras do prazer. Elas estão mais preocupadas por sua aparência física do que em ter uma personalidade agradável, doce e digna. Elas se rendem a seus instintos básicos mais rapidamente do que os homens, consciente ou inconscientemente. Tudo isso leva a sociedades caóticas, e crianças crescem como meninos de rua, ladrões e até assassinos, como podemos ler diariamente nos jornais.  O que necessitamos é de equilíbrio entre os dois extremos. Nós precisamos das mulheres como parceiros iguais  em direito, porém não com papel similar ao dos homens, mas com uma compreensão sutil da natureza dos homens e como trazê-los ao centro com equilíbrio interno. Necessitamos de mulheres equilibradas para formar uma raça humana equilibrada, com paz interior. Vocês podem questionar que tudo isso é excelente como pensamento, mas como obter esse estado de equilíbrio? Como sustar a maré de doenças, corrupção, imoralidade e imaturidade? Como acabar com o estado atual de conflito e confusão? Como levar a paz a toda mente e coração?

Eu humildemente sugiro que existe uma resposta a essas perguntas. Existe um novo caminho.

O que quer que eu venha a dizer-lhes não deve ser assumido sem questionamentos. Vocês devem , entretanto, manter suas mentes abertas como cientistas e considerar o que vou dizer-lhes como hipótese. Se essa hipótese puder ser provada, então vocês, como pessoas honestas, devem aceitá-la como verdade absoluta, pois é para seu benefício. É para o benefício de sua família. É para o benefício de seu país e para o benefício de todo o mundo.

Eu estou aqui para falar-lhes sobre o último avanço em nossa evolução. Esse avanço de nossa evolução em nossa consciência deve acontecer em nossa época atual e se encontra, além disso, registrado nos escritos de muitos videntes. Esta é a época chamada de “Tempos decadentes” assim chamado pelo grande santo Vyasa que escreveu o Gita, e a decadência humana é o que vemos de todas as maneiras possíveis.

Agora eu gostaria de revelar o conhecimento secreto de nosso ser interior que já era conhecido na Índia há milhares de anos atrás. Para nossa evolução e ascensão espiritual existe um poder residual dentro de nós localizado no osso triangular na base de nossa espinha. Este poder residual é conhecido como Kundalini.  Embora o conhecimento desse poder estivesse disponível há milhares de anos na Índia, o despertar da Kundalini era feito, tradicionalmente, somente em base individual. Um mestre (guru) daria esse despertar a um discípulo. Como resultado desse despertar, o que ocorre é que se atinge a autorrealização, a auto-totalidade. Em segundo lugar, quando esse poder é despertado, ele se eleva e passa por seis centros sutis de energia em seu corpo, nutrindo-os e integrando-os. Finalmente, esse poder atravessa a área do osso da fontanela chamado de Talu ou Brahmarandra  e o conecta com o poder onipresente do Amor Divino, descrito na Bíblia como “a brisa fresca do Espírito Santo”, também no Alcorão como Ruh e também nas escrituras indianas como Paramchaitanya. Patanjali o chamou de Ritambhara Pragya. Qualquer que seja o nome, este poder é onipresente e efetua todos os trabalhos do processo vivente e do processo evolutivo. A existência dessa energia onipresente não é sentida antes da realização, mas após a autorrealização, vocês poderão senti-la nas pontas de seus dedos, ou nas palmas de suas mãos ou na área do osso da fontanela(moleira).

Além do mais, esse processo deve ser espontâneo, Sahaja. “Saha” significa “com” e “ha” significa “nascido”. Isto significa que o direito de se obter a união com esse poder onipresente do Amor Divino é o direito de nascimento de cada ser humano. Nossas energias mentais são limitadas. Nossa energia mental limitada, a qual é linear em movimento e não possui sustentação da realidade atinge um ponto e pára. A partir daí, ela retorna como um bumerangue e todo aquele movimento mental linear retorna a nós como uma punição às vezes. Portanto, agora necessitamos de mais energia, maior energia, energia mais profunda, e, assim, este despertar deve acontecer.

Eu devo dizer que no Ocidente encontrei muitas pessoas que são verdadeiros buscadores da Verdade e que não mais suportam o artificialismo da vida Ocidental. Muitas vezes eles não sabiam o que estavam buscando e cometeram muitos erros. Foram a falsos mestres que lhes cobraram muito dinheiro e as pessoas ficaram falidas e mental e fisicamente danificadas. A única coisa que vocês devem ter em mente é que o despertar da Kundalini e a obtenção da auto-realização é um processo vivente de evolução para o qual nada se pode pagar. É como colocar uma semente na Mãe Terra. Ela germina porque a Mãe Terra tem o poder de fazê-la germinar e a semente possui uma qualidade inata de germinação. Da mesma forma, nós temos essa qualidade de germinação no osso triangular que os antigos gregos chamaram de Sacro. É uma energia que é uma espiral de três voltas e meia. Isto mostra que os gregos sabiam que este era um osso sagrado, dando-lhe o nome “sacro”. Efetivamente, em algumas pessoas, pode-se ver esse osso triangular pulsando e a Kundalini elevando-se lentamente, mas onde não  há obstruções e se a pessoa for um ser equilibrado, a Kundalini se eleva do osso sacro como um jato e atravessa a área do osso da fontanela para se unir com o poder onipresente. Esta Kundalini é a mãe espiritual de todos os indivíduos e Ela conhece ou tem registradas todas as aspirações passadas de Sua criança. Ela está ansiosa para dar o segundo nascimento à Sua criança e, durante sua ascensão, Ela nutre seis centros de energia.

Quando uma pessoa não está conectada ao poder onipresente, ela é como um instrumento que não está ligado à máquina principal e não possui identidade, significado ou propósito. Tão logo esteja ligado, tudo que foi construido dentro desse instrumento começa a funcionar e a se manifestar.

Quando essa Kundalini se eleva, ela o liga ao poder onipresente, que é vital e é um oceano de conhecimento assim como um oceano de bênçãos. Após o despertar da Kundalini, vocês experienciam muitas coincidências que são milagrosas e extremamente abençoadas. Além de tudo, a Kundalini é o oceano do perdão. Assim, não importam os erros cometidos no passado; todos são perdoados e vocês recebem sua auto-realização como uma benção.

As conseqüências do despertar da Kundalini e a resultante obtenção da auto-realização são inúmeras. Em primeiro lugar, e mais importante, essa pessoa está em contato constante com, ou, de fato é, parte do poder Divino onipresente. Ela procura a verdade usando sua nova consciência. E como a verdade é única, todas as pessoas auto realizadas vêem a mesma verdade. Assim os conflitos são evitados. A atividade puramente mental sem a auto realização leva a idéias conflitantes e até a guerras. Tudo isto é evitado com a auto-realização.

Vejamos, agora, que outras coisas ocorrem a uma pessoa que obtém a realização. Em primeiro lugar, começa-se a sentir a brisa fresca do Espírito Santo nas pontas de seus dedos, que representam os centros sutis de energia. Assim vocês conhecem a verdade na ponta de seus dedos. Vocês transcendem todas as limitações de raça, religião e outras idéias e vocês ultrapassam suas mentes para ver e sentir a realidade e entendê-la. A próxima coisa que ocorre é que vocês atingem a “consciência sem pensamentos”. Nós vivemos no futuro e no passado através de nossos pensamentos. Eles nos vêm dessas duas áreas do tempo e nós não podemos estar no presente. Enquanto esse pensamentos vêm e vão nós ficamos à sua mercê. Mas quando a Kundalini sobe, Ela afasta esses pensamentos e cria um espaço em seu interior que é o presente, que é a realidade. Assim o passado acabou e o futuro não existe. Nesse momento vocês não tem pensamentos. Vocês alcançam um novo estado tornando-se conscientes sem pensamentos, um estado sobre o qual Jung escreveu claramente. Nesse momento, tudo que ocorre é registrado em sua memória e vocês se regozijam com cada momento dessa realidade. Quando se atinge a consciência sem pensamentos, reina a absoluta paz interior. Uma pessoa que tenha atingido essa paz emite paz e cria uma atmosfera de paz em torno de si mesma. Esta paz é muito importante. A menos e até que tenhamos essa paz, nunca entenderemos completamente o que são nossas idéias e se são universais ou apenas limitadas. Vocês podem sentir seus sete centros em seus dedos. Vocês também poderão sentir o centro de outras pessoas porque vocês desenvolverão uma nova dimensão de consciência chamada de consciência coletiva. Quando esta conscientização está estabelecida em vocês, vocês começam a sentir os centros de outras pessoas. Eu devo dizer-lhes que esses centros são responsáveis pelo nosso bem estar físico, mental, emocional e espiritual, e quando eles estão atacados ou desequilibrados, as pessoas sofrem de uma ou outra doença. Como um resultado do despertar da Kundalini e da nutrição desses centros, um resultado importante é que um equilíbrio interior é percebido e vocês terão boa saúde. Muitas doenças, mesmo algumas incuráveis foram curadas pelo despertar da Kundalini. Até a base de dados herdada através de nossos genes pode ser reestruturada após a auto-realização através do despertar da Kundalini. Como resultado, uma pessoa que pode ter herdado genes indicando uma tendência à criminalidade pode se tornar uma boa pessoa.

Nossa atenção também se torna muito pura. À luz do Espírito nós podemos ver coisas muito mais claramente do que quando éramos cegos. Por exemplo, uma pessoa que vai com seus olhos vendados sentir um elefante, e, depois uma segunda e uma terceira também, todas tem idéias diferentes sobre o elefante, dependendo de que parte do elefante elas tocaram. Porém, ao abrirem os olhos, elas todas verão a mesma coisa, a realidade, e não haverá discussão ou briga.

Uma pessoa autorrealizada pode sentir o conhecimento absoluto nas pontas de seus dedos. Suponha que alguém não acredite em Deus. Uma pessoa autorrealizada pode sugerir ao descrente que ele pergunte: ”Deus existe?”. O perguntador sentirá, vocês verão, uma brisa fresca muito agradável em seu ser. Ele pode não crer em Deus, mas Deus existe. Infelizmente, muitos daqueles que acreditam em Deus são também pessoas hipócritas, absurdas, cruéis, estranhas e tão imorais que as pessoas perderam a fé em Deus. Mas enquanto aqueles que representam Deus podem estar errados, Deus existe e Seu poder também existe e é o que chamamos do poder onipresente do Amor Divino. Esse poder é o poder do amor e da compaixão e não o da agressão e destruição. Esse poder de amor e compaixão, quando absorvido por um yogi ou por uma pessoa realizada, funciona de uma forma diferente, como um anjo. Tais pessoas podem curar outras e a si mesmas. Até casos mentais foram curados. Não apenas isso. Até aqueles que foram a falsos mestres em sua busca da verdade, alcançaram sua estabilidade espiritual após deixarem esses falsos gurus e seguirem o caminho da auto-realização.

No próximo estágio, vocês se tornam conscientes sem pensamentos, quando sua Kundalini está estabilizada e vocês tem a certeza que alcançaram sua autorrealização, e que vocês possuem todos os poderes que podem ser utilizados. Vocês se tornam muito poderosos porque vocês podem elevar a Kundalini de outras pessoas. Vocês se tornam pessoas ativas e  não se cansam facilmente. Por exemplo, eu tenho setenta e três anos de idade, viajo a cada três dias e me sinto muito bem. Essa energia circula em vocês e os preenchem de vitalidade. Vocês se tornam extremamente dinâmicos e ao mesmo tempo, compassivos, gentis e suaves. Vocês se sentem protegidos e assim se sentem confiantes mas não egoístas. Toda a sua personalidade se transforma. Este é o tipo de transformação global que está ocorrendo com tanta velocidade no mundo que eu mesma me surpreendo que esteja ocorrendo assim tão rápido.

Em verdade, esse conhecimento existia há muito tempo, e minha contribuição, se há alguma, é que agora pode ser atingida a realização em massa. Milhares podem alcançar a realização em massa. É um presente de nossos tempos pois foi previsto que essa transformação global iria ocorrer.  Em 65 países, milhares de pessoas obtiveram sua auto-realização através da Sahaja Yoga.

O poder da Kundalini é o puro desejo de obter sua integridade. Se alguém não o quer, vocês não podem forçá-lo porque o Divino respeita a liberdade daquela pessoa. Se ele quiser ir para o Paraíso ele pode ir para lá, mas se ele preferir ir para o Inferno, ele pode ir para o Inferno. A auto-realização pode ser atingida facilmente se a pessoa tiver um puro e sincero desejo de obter sua auto-realização. Mas se elas se apegarem a suas idéias fixas, a Kundalini não subirá. Ela também não funciona em idiotas ou pessoas imaturas. Funciona para pessoas que são sábias, que são mais centradas, e funciona muito rapidamente. Eu me surpreendi ao constatar que ela se elevou até em pessoas que eram viciadas em drogas, que eram alcoólatras e que eram muito imorais. mas todos eles tinham um desejo intenso e puro de alcançar o auto-desenvolvimento, a auto-realização. Tantas dessas pessoas obtiveram sua meta de autorrealização. Imediatamente elas desistiram das drogas e do seu alcoolismo. Assim vocês se tornam muito poderosos e ao mesmo tempo, compreendem que, agora, vocês estão glorificados e começam a se comportar de uma maneira muito digna e sensata. Esta é a maneira pela qual uma nova cultura surge e esta nova cultura faz com que vocês adotem um novo estilo de vida, onde vocês se comportam naturalmente, eu repito, naturalmente, de forma correta. Ninguém precisa dizer-lhes: “Não faça isto” e “não faça aquilo”. Isto é atingido pela sua atenção iluminada. Esta atenção iluminada está cheia de poder. Onde quer que vocês coloquem sua atenção ela vai funcionar, ela cria a paz, ela cria harmonia e também uma nova dimensão de consciência coletiva.

Assim, culpar seus genes por seus erros não mais se justifica, porque esses genes podem ser mudados em seu banco de dados e podem ser trazidos ao nível de uma personalidade correta e angélica. O ego e o condicionamento de uma pessoa são dissolvidos pela ascensão da Kundalini e ela se torna um pássaro livre. A liberdade absoluta é obtida em realidade e seu comportamento muda completamente, com grande fé em si próprio. Ele se torna uma testemunha de todo o drama da vida. Quando vocês estão na água, vocês tem medo de se afogarem, mas supondo que vocês entrem em um barco, vocês podem olhar a água com grande alegria. Mas se vocês aprenderem a pular na água e salvar outras pessoas, então esta é uma situação ainda mais elevada e assim nós temos uma consciência mais elevada, chamada de consciência sem dúvidas. Acima de tudo, nós entramos em um oceano de alegria. A alegria é absoluta. Não há dualismos. Não é como felicidade e infelicidade. É uma coisa singular e uma vez que vocês entram nela vocês aprendem facilmente  como se alegrar com tudo, seja bonito ou ridículo. Em um caso, vocês vêem a beleza; no outro caso, vocês percebem o humor em como as pessoas são ridículas. O ponto a destacar é que Sahaja Yogis se tornaram grandes músicos, grandes escritores, grandes oradores, grandes administradores. Em todos os campos eles se elevaram a níveis altos, especialmente em sua atitude perante outras pessoas. Eles respeitam a todos  e eles sabem o que há de errado nas outras pessoas, e, assim, podem contactá-las cuidadosamente, gentilmente, para que essas pessoas que possuem esses problemas possam evoluir e tornarem-se também almas realizadas. É como uma vela acendendo outra vela. Esse trabalho está acontecendo em todo o mundo e há grande esperança que ele começará também aqui na China. Antes disso, entretanto, eu não podia iniciar meu trabalho, mas a coincidência Divina me deu uma oportunidade, através dessa conferencia, de falar ao povo chinês, que eu considero muito sábio e sensitivo, sobre o grande tesouro da espiritualidade. Isto não é uma coincidência. Era inevitável e ocorreu por força desse poder onipresente. Em suas vidas, vocês também notarão muitas coincidências mas vocês não saberão como ligá-las a algo Divino, a menos que vocês estejam conectados ao poder Divino.

Confúcio ensinou à Humanidade como podemos melhorar nosso relacionamento com outros seres humanos. Mas Lao Tsé na China descreveu maravilhosamente o TAO, que é a Kundalini. E Eu fiz uma viagem pelo rio Yangtze através do qual Lao Tsé viajou muitas vezes. Eu sei que ele estava tentando mostrar que este rio, que é a Kundalini, está se dirigindo ao mar e as pessoas não devem ser tentadas pela natureza em seu redor. A natureza em redor do rio Yangtze é muito, muito bonita, sem dúvida, mas as pessoas devem seguir o rio. E há, também, muitas correntes que fluem e podem ser bastante perigosas e precisamos de um bom navegador para levar este navio através do ponto mais próximo do mar. Nesse estágio, ele se torna silencioso e extremamente simples em seu fluxo.

Este país foi presenteado com grandes filósofos, eu diria que o maior deles foi Lao Tsé, porque o humanismo foi a preparação dos seres humanos para sua ascensão, a respeito da qual Lao Tsé falou. Mas em virtude da sutileza do assunto, ele não o descreveu da forma clara e objetiva que eu estou falando a vocês. É um grande prazer para mim falar para tão augusto grupo aqui. Após viajar por todo o mundo, eu percebo que a China é um dos melhores países, no que tange à espiritualidade.

Que o Divino abençoe a todos.