20 de novembro de 2012

Shri Viratangana




1)Trecho da palestra realizada durante o Puja a Shri Mahalakshmi , em Sangli, India, em 6 de janeiro de 1986

Shri Mahalakshmi é Viratangana:
E isto é o que nós temos que entender, que o  Mahalakshmi Tattwa torna-se o Viratangana, quer dizer o Buddhi, o cérebro – a consciência, podemos dizer, Ela se torna isso. Narayani Shakti ou nós dizemos Viratangana é o poder do Virata no cérebro. [* Então finalmente, é o Princípio de Shri Mahalakshmi*] – o sistema nervoso central é o Mahalakshmi Tattwa também, de certo modo.

Agora, Ela se tornou Mahamaya, por causa do Princípio de Mahalakshmi, Ela se torna Mahamaya. Quando o Princípio de Mahalakshmi surge, então ele se torna Mahamaya. Isso significa que para a Devi – Mahakali e Mahasaraswati, quando adquirem o invólucro disso, então Ela se torna Mahamaya. Isso significa que é o método do Virata, de Shri Krishna. Criar maya é o método de Shri Krishna, a maya divina. Mahasaraswati e Mahakali, quando esses dois poderes encontram Shri Mahalakshmi, então formam Mahamaya, a forma de Mahamaya se estabelece. Porque há inteligência, tudo está lá, isso acontece através do método de Shri Krishna. Semelhante a Shri Krishna, ao Poder de Shri Krishna.



No caso da Devi Kali ou qualquer outra encarnação de Mahakali, o que está nela é visível para todo mundo, Ela não esconde nada. Vocês vêem tudo na frente de vocês. Ela fica em pé com uma espada na Sua mão, e todas as Suas mãos são visíveis. Aqui, Mahasaraswati é pura, Ela nunca se casa, nada disso, significa: como uma mulher, como uma virgem, completamente pura, a forma do conhecimento, vestindo um sari branco. Mas quando o Poder de Mahalakshmi se encontra com Ela, nesses três Poderes, então Ela adquire uma cor. Isso significa que depois surge a variedade e começa tudo, isto é, a forma de Mahamaya surge. Mahamaya surge por causa desses três Poderes. Isso é Shri Krishna.

Eu estava apenas explicando a ele que o que acontece é que esse Princípio de Mahalakshmi começa depois que o Lakshmi Tattwa se manifestou, significa que quando Lakshmi se mostra através da riqueza e da satisfação da riqueza, então o Princípio de Mahalakshmi começa a se desenvolver em nós, de modo que nós pensamos em nossa ascensão. Depois isto acontece: em nosso cérebro, nós temos três poderes – Mahakali, Mahalakshmi, Mahasaraswati – acima do Agnya Chakra. Lá acontece que os dois poderes, de Mahakali e Mahasaraswati, são abençoados, são abençoados pelo Princípio de Mahalakshmi. E o Princípio de Mahalakshmi é basicamente o Princípio de Narayana. Narayana é Vishnu, e Vishnu torna-se Shri Krishna. E essa Shakti de Shri Krishna que está aqui torna-se a Shakti do Virata lá, isto é, Viratangana.

Mas quando Ela se integra com esses dois, então o Poder de Mahamaya começa a se manifestar, porque Ela é – vocês sabem como Shri Krishna era. Ele costumava sempre fazer truques, isso, aquilo, esconder isso, fazer isso. Todas essas coisas começam nesse poder. Então, é por isso que ele não é completamente exposto. O Poder de Mahakali é muito exposto, o Poder de Mahalakshmi é um poder encoberto, como Maria. Ninguém poderia acreditar que Maria pudesse ser Mahalakshmi ou Radha ou Sita, simplesmente escondido, mas muito poderoso. Mas nesse momento do Sahasrara, esse poder se torna Mahamaya. As pessoas não sabem como desvelar a realidade da Adi Shakti. Vocês compreendem isso?

Ela é Aquela que sustenta o universo inteiro e Ela se torna o Espírito, o Espírito de todo o Vishwa, sobre o qual Vishwa Gyaneshwara escreveu. Ele disse: “Vishwatmake Devi”, o Deus de todo o Espírito do universo. Assim, Ela se torna o universo também.



2)Trecho da palestra realizada no Puja do Navaratri, em  Arzier, Geneva, Suiça em 23 de setembro de 1990

A Consciência Universal é Viratangana:
Por último, mas não menos importante, devemos compreender que todos estes sete chakras que Eu estou trabalhando são, de uma forma coletiva, mantidos por Mim em Meu Virata. A qualidade de Viratangana é que Ela cria esta consciência universal dentro de nós, a coletividade. E se vocês não compreenderem que nos tempos modernos, nós estamos em um caminho espiritual de uma forma coletiva somente, isso é o que acontece, porque nós alcançamos o estado do Sahasrara e aqui, nós temos que ter somente um trabalho coletivo, não há outra saída! Isso é o que deve ser totalmente compreendido.

Qualquer um que tente prejudicar a coletividade por comportar-se mal ou por qualquer coisa, será expulso, sem dúvida, mas também cairá em mãos erradas. Assim, a coletividade é o trabalho da Adi Shakti. Porque no Sahasrara, no Sahasrara, no Sahasrara está o governo do Virata. E o Poder do Virata é Viratangana. É Aquela que faz a coletividade. Este é o ponto mais importante que devemos saber: se não podemos ser coletivos, por causa de qualquer coisa, talvez inveja, talvez complexo de inferioridade, qualquer coisa que venha por trás como um verme rastejando, então saiba que há alguma coisa errada com você, não há nada de errado com a coletividade.

Não critique a coletividade, até que Eu mesma descubra e corrija isso. Permaneça na coletividade, de forma sábia e séria, e tente manter a coletividade unida. Tente ajudar a manter as pessoas coletivas para que regozijem juntas. Não critiquem uns aos outros, somente critiquem a si mesmos. Se você tem o hábito de criticar, é melhor criticar a si mesmo. É melhor, porque esses são hábitos também.



3)Trecho da palestra realizada no Puja do Sahasrara em 08 de maio de 1994 em Cabella Ligure, Itália

Então, para elas é necessário vir para a Sahaja Yoga, e é por isso que é Mahamaya swarupa. Talvez se Eu tivesse vindo como a Mãe Maria ou Radha ou alguém assim, todas elas estariam aqui muito agradavelmente, cantando canções e tudo mais. Esse não é o objetivo.

Agora, vocês têm que amadurecer, vocês têm que ser pessoas de valor, vocês têm que crescer. Para isso, é importante que vocês venham para a Sahaja Yoga antes de mais nada. Depois vocês têm que crescer na Sahaja Yoga. Senão esta Mahamaya continuará atuando e pregando peças em vocês. Novamente, bebendo água. Então eles também disseram uma vez: "Por que Ela precisa de água algumas vezes? Ela devia estar vivendo de ar ou algo assim." É um grande jogo. O Sahasrara, como vocês sabem, é a área do Virata, Virata e Viratangana.

O Virata é Vishnu, que tornou-se Rama, depois tornou-se Krishna e depois Virat. Então, Ela é como uma Leela, Ele é Leeladhara – é um jogo e para tornar o jogo correto, Ela tem que estar na forma de Mahamaya. Mas há tantas brechas também, algumas vezes. As pessoas podem descobrir as coisas muito facilmente. Uma delas é este Paramchaitanya. Este Paramchaitanya atua, mostra Minhas fotografias, Me expõe de todos os modos inacreditáveis, o que nunca aconteceu antes. Eu Mesma estou surpresa pelo modo como Ele pensa em Me expor o tempo todo.