10 de outubro de 2013

Fugas da Realidade




Trecho da Palestra do Puja de Páscoa, Sydney, Austrália em 31 de março de 1991

“...Nós devemos sentir nossa entrega como uma grande bênção. Se vocês puderem colocar sua atenção em seu coração e simplesmente dizerem: “Eu me entrego”, isso é mais do que suficiente. Mas vocês não devem dizer: “Mãe, por favor ajude-me a me entregar”. Como a Mãe pode ajudar?

Todas essas orações são algumas vezes fugas da realidade. “Ajude-me apenas. Ajude-me com isso”. Entregar-se é muito fácil. Vocês têm apenas de dizer: “Mãe, vem ao meu coração, vem a minha mente, entra na minha atenção”. Isso é tudo.

Continue dizendo assim: “Por favor vem ao meu coração, entra na minha cabeça e na minha atenção.” E, quando vocês seguem dizendo isso, a Kundalini vai subir e purificá-los completamente. Ela é Aquela que os purifica. Ela está o tempo todo limpando o seus chakras.

Mas o problema é que vocês sempre estragam isso, novamente e novamente. A coitadinha sempre sobe e faz isso.

Assim todos esses problemas são causados porque nós não somos introspectivos...”